Manchete nos Jornais desta Sexta-feira, 14 de Dezembro de 2018

0

O Globo

Manchete: Governo libera 100% de capital estrangeiro no setor aéreo
Crise da Avianca motivou medida provisória para derrubar limite de 20%
Em reunião de emergência no Planalto, três dias após a Avianca pedir recuperação judicial, o governo decidiu editar medida provisória para derrubar o limite de 20% de participação de capital estrangeiro nas companhias aéreas brasileiras. O texto da MP — que teve concordância do presidente eleito, Jair Bolsonaro, e do futuro ministro da Economia, Paulo Guedes — permite que investidores estrangeiros tenham até 100% do capital de aéreas que fazem voos domésticos. Para especialistas, a concorrência pode reduzir o preço das passagens. (PÁGINA 17)

‘Não existe passar a mão na cabeça de quem errou’
O deputado Flávio Bolsonaro(PSL-RJ) publicou em redes sociais que “não existe passar a mão na cabeça de quem errou”, referindo-se a seu ex-assessor Fabrício Queiroz, que, segundo o Coaf, movimentou R$ 1,2 milhão. O vice eleito, general Mourão, disse que Jair Bolsonaro demorou a comentar o caso. (PÁGINA 4)

Com prisão pedida, Battisti pode ser extraditado
O ministro Luiz Fux, do STF, determinou a prisão do ex-ativista italiano Cesare Battisti para possível extradição. A decisão de mandá-lo de volta para a Itália, onde tem condenação a ser cumprida, caberá ao presidente Temer ou, a partir de janeiro, a Jair Bolsonaro. Ambos já se manifestaram pela extradição. (PÁGINA 9)

Coaf vê depósitos de servidores de outros órgãos
O relatório da investigação do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) sobre servidores e ex-funcionários da Alerj mostra que, entre os que movimentaram valores suspeitos, há pessoas lotadas em secretarias de prefeituras e em outros órgãos estaduais, como o Tribunal de Contas do Estado (TCE). (PÁGINA 5)

MP já tem mais de 330 denúncias contra médium
O Ministério Público de Goiás já recebeu mais de 330 denúncias contra João de Deus. Em entrevista à revista Veja, Dalva Teixeira, filha do médium, diz que sofreu abusos do pai dos 10 aos 14 anos. “Ele é um monstro”, afirma. João de Deus propôs à Justiça que suas consultas sejam monitoradas por câmeras e policiais. (PÁGINA 24)

Ato marca os 50 anos do AI-5
Cartazes com fotos de mortos e desaparecidos políticos durante a ditadura militar são exibidos em ato na Câmara dos Deputados que lembrou os 50 anos da assinatura do AI-5. (PÁGINA 9)

Colunistas
MERVAL PEREIRA
Lembrar o AI-5 é preciso para não repetir erros (PÁGINA 2)

FLÁVIA OLIVEIRA
Caso João de Deus mostra que mulheres têm que ser ouvidas (PÁGINA 3)

Freixo: Grupo ligado a milícia planejava matar o deputado amanhã (PÁGINA 11)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Milicianos mataram Marielle por causa de terras, diz general
Secretário da Segurança do RJ afirma que crime estava sendo planejado desde 2017
O secretário da Segurança Pública do Rio, general Richard Nunes, disse ao repórter Marcelo Godoy que a vereadora Marielle Franco foi morta porque milicianos acreditavam que ela poderia atrapalhar negócios ligados à grilagem de terras na zona oeste. O crime, segundo Nunes, estava sendo planejado desde 2017, meses antes de o governo federal decretar intervenção no Estado. Para o general, nomeado pelo interventor em fevereiro, os milicianos “superestimaram o papel que a vereadora poderia desempenhar”. “Ela estava lidando em determinada área do Rio controlada por milicianos, onde interesses econômicos de toda ordem são colocados em jogo.” Na opinião de Nunes, hoje, “milícias e facções criminosas que controlam o tráfico se equivalem”. Questionado se prenderá os envolvidos no crime antes de deixar a secretaria, no fim do mês, ele disse “não ter ideia”. (METRÓPOLE / PÁG. A18)

Militares admitem ‘incômodo’ com caso Coaf
Para oficiais-generais ouvidos pelo Estado, Fabrício Queiroz, ex-assessor de Flávio Bolsonaro, já deveria ter explicado suas movimentações bancárias, para evitar problemas ao futuro governo. Vice-presidente eleito, Hamilton Mourão admitiu “incômodo” com a demora, mas disse ter “plena confiança” no presidente e no filho. (POLÍTICA / PÁG. A4)

Flávio nega envolvimento
Flávio Bolsonaro usou as redes sociais para dizer que não fez nada errado no caso Coaf. “Sou o maior interessado em que tudo se esclareça.” (PÁG. A4)

Fux, do STF, revoga liminar e manda prender Battisti
O ministro Luiz Fux, do STF, determinou a prisão cautelar para fins de extradição do ex-ativista Cesare Battisti, condenado na Itália por quatro assassinatos nos anos 1970. Em outubro de 2017, Fux concedeu liminar que impedia a deportação, mas ontem a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, pediu a prisão. (POLÍTICA / PÁG. A8)

Estrangeiros poderão ter até 100% do capital das aéreas
Medida provisória assinada ontem por Michel Temer permite que companhias aéreas tenham até 100% de capital estrangeiro – hoje, o limite é de 20%. A mudança teve o aval da equipe econômica de Jair Bolsonaro e foi feita apenas dois dias após a Avianca pedir recuperação judicial. As ações das empresas aéreas fecharam em alta. (ECONOMIA / PÁG. B1)

Infraero vai acabar, afirma futuro ministro
O futuro ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, disse ontem que a Infraero deve ser privatizada ou liquidada em um prazo de até três anos. Ele afirmou também que toda a rede de aeroportos deve ser concedida. (ECONOMIA / PÁG. B3)

País ganha novo submarino hoje
O S-40 Riachuelo, primeiro de uma frota de quatro novos submarinos de ataque da Marinha do Brasil, entra hoje no mar pela primeira vez, no Complexo Naval de Itaguaí, no Rio. O investimento no projeto, ao longo de 20 anos, chegará a R$ 37 bilhões. (POLÍTICA / PÁG. A8)

Coaf mira lavagem de dinheiro no futebol (ESPORTES / PÁG. A24)

Colunistas
Eliane Cantanhêde
Sinalizações externas do governo Bolsonaro replicam posições de Trump, mas nem tudo que é bom para os EUA é bom para o Brasil. (POLÍTICA / PÁG. A6)

Celso Ming
Dá para entender, no atacado, ideia de que é preciso desengessar leis trabalhistas. Não dá para entender, no varejo, o que significa. (ECONOMIA / PÁG. B2)

Desafios do eleito
Para analistas que participaram de evento promovido pelo Estado e pelo Ibre-FGV, conciliar interesses será o desafio do futuro governo. (POLÍTICA / PÁG. A10)

Notas&Informações
Os alertas de Guardia
Não se resolverá o problema das contas públicas vendendo estatais, mas enfrentando a questão do gasto, o que envolve necessariamente a reforma da Previdência. (PÁG. A3)

O esbulho da lei
No caso do indulto natalino, juízes atuam como se estivessem numa esfera própria. (PÁG. A3)
————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete: Temer autoriza 100% de capital externo nas aéreas
Presidente edita medida provisória após Avianca pedir recuperação judicial
O presidente Michel Temer (MDB) assinou uma medida provisória (MP) que permite a grupos estrangeiros assumir o controle total das companhias aéreas no país. Hoje, esse limite é de 20%. A decisão ocorre em meio ao processo de recuperação judicial da Avianca Brasil. Antes de baixar a MP o governo consultou o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, que após falar com o presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), deu seu aval. Para continuar em vigor, a medida precisa ser convertida em lei, pelos congressistas, em no máximo 120 dias. Temer falou com os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), e do Senado, Eunício Oliveira (MDB), a fim de costurar o apoio deles. Para o secretário de Aviação Civil, Dario Rais Lopes, 2019 terá cenário mais positivo para o setor e perspectiva de passagens mais baratas. A Latam se posicionou a favor da medida, considerando que haverá geração de riqueza para o Brasil, e a Azul, contra. Gol e Avianca não se manifestaram. (Mercado A23)

Vinícius Torres Freire
Companhias do país já são estrangeiras (A26)

Governo Bolsonaro
Ex-assessora na Câmara atuava como personal trainer no Rio (A6)

Para Bolsonaro, reação a relato de futura ministra sobre Jesus é surreal (A8)

Presidente eleito critica fiscais do Ibama e diz que multas são extorsivas (B6)

Polícia do Rio intercepta plano para matar Freixo
A polícia do Rio de Janeiro interceptou um plano de milicianos que pretendiam matar o deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL) durante evento com militantes no sábado (15). Freixo tem proteção policial desde que presidiu, há dez anos, a CPI das Milícias. Ele disse que é precipitado relacionar a ameaça ao assassinato de Marielle Franco. (Cotidiano B2)

Defesa busca aval para João de Deus manter sua atuação
A defesa de João de Deus pediu à justiça a manutenção dos atendimentos espirituais em Abadiânia (GO) e disse que ele só voltará à rotina com anuência do juiz. Casa em que o médium atua viveu clima tenso após o Ministério Público pedir sua prisão sob suspeita de abuso sexual. (Cotidiano B3)

OMC reverte parte da condenação de políticas brasileiras
A Organização Mundial de Comércio reverteu a condenação de 2 das 7 políticas industriais adotadas pelo Brasil e denunciadas em 2015 por União Européia e Japão. Também foi retirado o prazo de 90 dias dado para adequar os cinco programas considerados ilegais. (Mercado A25)

Editoriais
Balaio partidário
Sobre desencontros e riscos do PSL de Bolsonaro.

Paris é uma incógnita
Acerca de permanência do pais em acordo ambiental. (Opinião A4)
————————————————————————————

________________________________________________________________
A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889
A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.