22.4 C
Cambé
quinta-feira, abril 25, 2024
spot_img

Manchete nos Jornais desta Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2019

0:00

Escute a noticia. Clique no Player acima!

O Globo

Manchete: Bolsonaro tenta encerrar crise com demissão e afago
Porta-voz diz que saída de Bebianno foi por questão de ‘foro íntimo’ do presidente
Depois de chamar o então ministro da Secretaria-Geral da Presidência de mentiroso e abrir uma crise no Planalto às vésperas do envio da reforma da Previdência ao Congresso, o presidente Jair Bolsonaro oficializou a demissão de Gustavo Bebianno. O imbróglio começou no dia 12, quando Bebianno disse ter falado com o presidente acerca de denúncia sobre o caixa de campanha do PSL e foi desmentido por Carlos Bolsonaro. Ontem, o presidente destacou a “seriedade” do ex-auxiliar. O porta-voz da Presidência, Otávio do Rêgo Barros, afirmou que a demissão de Bebianno foi uma questão de “foro íntimo”. O general Floriano Peixoto, secretário executivo da pasta, vai comandá-la. Ele será o 8º militar no primeiro escalão do governo. (PÁGINA 4)

EDITORIAL
Bolsonaro perde confiabilidade em acertos políticos (PÁGINA 2)

MERVAL PEREIRA
Método usado na demissão não ajuda a governar (PÁGINA 2)

JOSÉ CASADO
Está em jogo o projeto de poder do clã (PÁGINA 3)

MÍRIAM LEITÃO
Briga deixa sequelas e desvia o foco da reforma (PÁGINA 20)

Empréstimos aos estados atrelados ao ajuste fiscal
Projeto de lei complementar que será enviado ao Congresso impõe a aprovação de medidas de ajuste fiscal para que estados tenham o aval da União em empréstimos. Iniciativa beneficia estados que hoje não podem negociar novos financiamentos por falta de capacidade de pagamento. (PÁGINA 19)

Governo quer orientar escolha de carreira no Enem
Inep estuda lançar aplicativo vocacional gratuito para Enem. Mais da metade dos universitários troca de curso ou abandona a faculdade. (PÁGINA 26)

Mineradoras não poderão ter instalação perto de barragens
A Agência Nacional de Mineração proibiu mineradoras de manter ou construir instalações a até 10 quilômetros abaixo de barragens. (PÁGINA 10)

Trump dá ultimato a militares venezuelanos
Em discurso na Flórida, presidente americano exortou militares chavistas a aceitar anistia proposta pelo presidente interino Juan Guaidó, e não descartou uso da força. (PÁGINA 23)
————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Bolsonaro demite, mas grava vídeo com elogios a Bebianno
Presidente adota tom ameno para encerrar crise com ex-ministro e evitar que ele se volte contra o governo
Jair Bolsonaro demitiu o ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, após crise que começou na quarta-feira. Para tentar amenizar o mal-estar e evitar que ele aja contra o governo, o presidente gravou vídeo em que agradece a “dedicação” e o “comprometimento” do ex-ministro. No fim da noite, porém, fonte próxima a Bebianno disse que ele estava insatisfeito porque o presidente não publicou o vídeo nas redes sociais, conforme teria sido combinado. Sobre a demissão, Bolsonaro diz que houve divergências a respeito de “questões relevantes”. Bebianno cai após embate público com Carlos Bolsonaro, que o chamou de “mentiroso”. Antes disso, seu nome foi citado em denúncias sobre esquema de desvio de dinheiro do Fundo Partidário do PSL para candidaturas laranjas. O temor é de que a crise envolvendo o ex-ministro contamine votações importantes, como a reforma da Previdência. O general da reserva Floriano Peixoto substituirá Bebianno e será o oitavo ministro militar. (POLÍTICA / PÁG. A4)

Por reforma, governo fará novo plano de ajuda a Estados
Como parte do esforço para aprovar a Previdência no Congresso, o governo prepara plano para socorrer Estados que precisam de dinheiro a curto prazo. A proposta antecipa recursos previstos em troca de medidas de ajuste fiscal e serviria para Estados como Goiás, que enfrenta dificuldades para pagar salários. A adesão ao Plano de Equilíbrio Financeiro (PEF) excluiria o acesso ao atual Regime de Recuperação Fiscal (RRF). (ECONOMIA / PÁG. B1)

Planalto fatia projeto de Moro e separa caixa 2
Com temor de derrota no Congresso, o Planalto decidiu separar a proposta de criminalização do caixa 2 em campanhas eleitorais do projeto de lei “anticrime” preparado pelo ministro Sérgio Moro (Justiça) e que será enviado hoje ao Congresso. A medida será apresentada em outro projeto para não colocar em risco todo o pacote. (POLÍTICA / PÁG. A8)

Carlos, filho do presidente, tem 4 aliados no Planalto
Vereador no Rio, Carlos Bolsonaro (PSC) tem pelo menos quatro aliados instalados no Palácio do Planalto e com acesso às contas pessoais do presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais. Dois são assessores especiais da Presidência, com salário bruto de R$ 13 mil, um é assessor para assuntos internacionais e um quarto nome, Leonardo Rodrigues de Jesus, primo de Carlos, tem livre acesso a gabinetes, mas não possui cargo. (POLÍTICA / PÁG. A6)

Extradição de presos do Paraguai para o Brasil sobe 60%
Preocupado com o avanço de facções criminosas em seu território, o Paraguai extraditou, no ano passado, 97 presos brasileiros, 60% mais do que os 59 mandados de volta em 2017. Entre eles, estão Marcelo Veiga, o Piloto, e Fábio de Souza Santos, o Geleia, ambos do CV, que disputa com o PCC o controle do tráfico na região. Em dezembro, os dois países fecharam pacto de cooperação e, desde janeiro, 15 presos foram mandados para cá. (METRÓPOLE / PÁG. A14)

Colunistas
Vera Magalhães
Carlos Bolsonaro causou fissura importante na popularidade do pai e o forçou a uma capitulação pública. (PÁG. A4)

Eliane Cantanhêde
Bebianno vai, mas as dúvidas ficam. Vai falar tudo o que sabe? Bolsonaro passa a ser o grande oponente. (PÁG. A6)

Ana Carla Abrão
Nada contra altas aposentadorias, o que não se pode mais é tê-las financiadas por uma União que agoniza. (ECONOMIA / PÁG. B4)

Notas&Informações
Muito ajuda quem não atrapalha
Não tendo condição técnica e administrativa para substituir Bebianno a tempo e a hora, Jair Bolsonaro deixa o Brasil ser governado por seus filhos. (PÁG. A3)

Agressão ao Estado de Direito
Decisão de juiz federal de Brasília ignora a própria ordem jurídica que ele jurou cumprir. (PÁG. A3)
————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete : Ministro de Bolsonaro cai por escândalo de laranjas do PSL
Presidente elogia Bebianno, a quem chegou a chamar de mentiroso; general assume Secretaria-geral
A crise política causada pelo uso de candidaturas de laranjas no PSL, escândalo revelado pela Folha, provocou a queda de Gustavo Bebianno da Secretaria-Geral do governo Jair Bolsonaro, que completou ontem 49 dias. Sua exoneração do cargo, definida desde a última sexta-feira, foi anunciada pelo porta-voz da Presidência. Minutos depois, Bolsonaro divulgou um vídeo com elogios ao ex-auxiliar, que havia chamado de mentiroso. Como presidente do PSL, Bebianno foi responsável formal pela liberação de verba pública para todos os candidatos do partido em 2018. A ligação com Bolsonaro o alçou a um ministério dentro do Palácio do Planalto. Sua saída precoce preocupa aliados do presidente pelo potencial explosivo de supostas ameaças que ele estaria fazendo nos bastidores. No domingo, Bebianno disse que, fora do governo, não pretende atacar Bolsonaro. O general da reserva Floriano Peixoto será seu substituto no cargo. (Poder A4)

Hélio Schwartsman
Bolsonaristas e petistas têm mais em comum do que imaginam (A2)

Titular do Turismo sabia de esquema, diz candidata
Candidata pelo PSL de Minas Gerais, então presidido por Marcelo Álvaro Antônio, a professora aposentada Cleuzenir Barbosa, 47, afirma ter havido lavagem de dinheiro público. “Esse era o esquema. O dinheiro viria para mim e retornaria para eles.” O ministro declarou que apura o caso, mas que ela não tem credibilidade. (Poder A8)

Com 8º nome no governo, ala militar teme novas crises
Com poder consolidado no centro do governo Jair Bolsonaro, o núcleo egresso das Forças Armadas começa a se preocupar com possíveis novas crises. Generais temem que os casos atinjam diretamente a corporação e que não haja mediação para separá-la do governo. (Poder A6)

Guedes recua em decisão de desidratar Previdência
O ministro da Economia, Paulo Guedes, recuou da decisão de enxugar a reforma da Previdência, antecipada pela Folha ontem, reduzindo o impacto das mudanças em estados. O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, falou com Guedes e disse que o texto manterá pontos que seriam excluídos. O governo prepara alternativa para ajudar estados. (Mercado p.10)

RIO APURA ATUAÇÃO DE SUPOSTOS ATIRADORES DE ELITE
Peritos examinam marcas de bala na favela de Manguinhos, na zona norte do Rio; Polícia Civil, Defensoria Pública e Ministério Público estadual investigam acusação de que snipers em torre na Cidade da Polícia tenham atirado contra moradores da comunidade e matado pelo menos duas pessoas (Cotidiano B2)

Trump pressiona Forças Armadas a romperem com Nicolás Maduro (A14)

Editoriais
Crise e agenda
Sobre opções para lidar com a turbulência política (A2)

USP X escolas militares
Acerca de erro em aplicação de regra para cotas (A2)
————————————————————————————

📲 Siga o Portal Cambé no Instagram: @portalcambe
📲 Participe do nosso grupo no WhatsApp: https://chat.whatsapp.com/K6R666pxmUqLtqZ1uRcWiU
📲 Quer anunciar no Portal Cambé, entre em contato com nosso departamento comercial: *Contato: - (43) 9.9954-5270

Artigos Relacionados

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Eu Aceito a Política de Privacidade

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Redes Sociais

150,000FãsCurtir
44,604SeguidoresSeguir
50,000SeguidoresSeguir
1,633SeguidoresSeguir
12,000InscritosInscrever
spot_img
Podologia Cambé
https://miliozzi.com.br/loja/

Mensagens de Boa Noite

WhatsApp chat