Aumento de escolaridade dá pleno emprego a domésticas; Classe média enfrenta dificuldades para se adaptar à nova realidade – A redução dos juros; Fica a dúvida quanto aos limites da interferência do governo na gestão de uma empresa – Taxa menor para abater as dívidas; O governo espera que a queda nos juros do crédito ajude as famílias a renegociar os débitos e aliviar o orçamento. ..

O Globo

Manchete: Aumento de escolaridade dá pleno emprego a domésticas

Classe média enfrenta dificuldades para se adaptar à nova realidade

Com o avanço da escolaridade e o crescimento econômico do país, a taxa de desemprego das domésticas despencou nos últimos nove anos, de 6,2% para 1,9% em fevereiro passado, nas principais regiões metropolitanas. Especialistas dizem que as empregadas já vivem o pleno emprego, não faltando trabalho. Como metade delas tem mais de oito anos de estudo, é possível buscar vagas no comércio, recebendo mais. “É um cenário de países desenvolvidos”, diz Cimar Azeredo, gerente do IBGE. Com dificuldade para pagar salários maiores e menos domésticas disponíveis, a classe média enfrenta problemas diante da nova realidade, já que faltam creches e escolas em horário integral. (Págs. 1 e 19)

Criação de vagas nos EUA decepciona. Obama fala em “altos e baixos”. (Págs. 1 e 20)

Fotolegenda: A primeira missa

Uma integrante do coro da Catedral de Havana se pinta para o ato litúrgico da Sexta-Feira Santa, celebrada como feriado nacional pela primeira vez em mais de 50 anos. No sermão transmitido ao vivo pela TV estatal, o arcebispo Jaime Ortega exortou ao perdão e a reconciliação. (Págs. 1 e 24)

Deputado conversou 70 vezes com Cachoeira

A Polícia Federal gravou 70 ligações entre o deputado Carlos Alberto Leréia (PSDB-GO) e o bicheiro Carlinhos Cachoeira. Com base nos dados, a PF incluiu o nome de Leréia no organograma da quadrilha de Cachoeira, preso na Operação Monte Carlo. (Págs. 1 e 3)

Araponga agia em nome de senador

Acusado de espionar para o bicheiro Carlinhos Cachoeira, Idalberto Matias, o Dadá, que está preso, se apresentava como empregado do senador Demóstenes Torres, interessado em licitações na Infraero. (Págs. 1 e 3)

Rio + 20: Dilma poderá não atrair Obama

A presidente Dilma vai reforçar, em encontro segunda-feira na Casa Branca, o convite para que Barack Obama compareça à Rio+20, em junho. Mas, nos bastidores da diplomacia e segundo analistas, será surpresa se Obama, em busca da reeleição, anunciar presença na cúpula. (Págs. 1 e 23)

Temporal mata e fecha pista em Teresópolis

Três pessoas morreram durante o temporal que alagou ruas em Teresópolis, provocou oito deslizamentos na cidade e deixou bairros sem luz. A estrada de acesso ao município foi fechada preventivamente durante a noite. Em Friburgo, o Rio Bengalas transbordou. (Págs. 1 e 17)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Banco público corta juro, mas tem cliente de maior risco

Dados do BC apontam que instituições particulares têm 75,9% dos empréstimos na melhor classificação

Dados do Banco Central mostram que o Banco do Brasil e a Caixa Econômica Federal (CEF) têm operações de crédito para pessoas físicas com risco de calote maior que os concorrentes privados, informa o repórter Fernando Nakagawa. Os bancos particulares têm 75,9% dos empréstimos para pessoas físicas na faixa entre “AA” e “A”, a de melhor classificação. Nos públicos, 55% dos clientes estão no grupo entre “B” e “H”. Portanto, a fatia dos melhores clientes fica com 45% das operações. “Bancos públicos direcionam crédito para pessoas que, no mínimo, tem uma condição menos favorável para pagar ou, pior, que atrasam constantemente”, diz o professor de finanças Ricardo José de Almeida. A área técnica dos bancos estatais, no entanto, argumenta que a taxa de inadimplência no Banco do Brasil e na Caixa está abaixo da média do mercado. A partir da próxima semana, as duas instituições vão reduzir os juros de várias linhas de crédito. O objetivo é tirar parte da clientela dos bancos privados e provocar a redução das taxas de juros em todo o mercado. (Págs. 1 e Economia B1 e B3)

Com dinheiro encalhado, BNDES terá novo aporte

Anunciado pelo governo esta semana, o aporte de R$ 45 bilhões ao BNDES para estímulo à indústria chegará no final de junho. Com os desembolsos caindo desde 2011, no entanto, a sobra nos cofres do banco hoje gira em torno de R$ 50 bilhões. A própria cúpula do BNDES teme que o novo aporte bilionário não alcance o efeito desejado pelo governo. (Págs. 1 e Economia B3)

Cachoeira tinha apoio de policiais

A rede de contravenção comandada por Carlinhos Cachoeira tinha sob suas ordens dois delegados da Polícia Federal e 30 PMs, que vazavam informações e driblavam até a ação da Força Nacional de Segurança. (Págs. 1 e Nacional A4)

A vez dos navios

Cruzeiros crescem 12% e terminal de Santos passará por reforma: espaço que recebe 1 milhão de passageiros por temporada terá capacidade ampliada. (Págs. 1 e Cidades C1)

Escolha de 2º colocado em eleição divide MP (Págs. 1 e Nacional A9)

Michel Temer

O Brasil e a segurança nuclear

Há preocupações com Coreia do Norte e Irã. Entretanto, deve-se respeitar a soberania desses países, desde que estejam sob controle da AIEA. (Págs. 1 e Espaço Aberto A2)

Marcelo Rubens Paiva

Zumbi or not zumbi

O zumbi simboliza vários arquétipos. Pode ser escravizado como um capitão do mato. Pode simbolizar o trabalhador na linha de produção. (Págs. 1 e Caderno 2 D10)

Notas & Informações

A redução dos juros

Fica a dúvida quanto aos limites da interferência do governo na gestão de uma empresa. (Págs. 1 e A3)

————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Brasília, da encenação da Paixão de Cristo…

… Ao calvário da vida real: uma morte, 6 sequestros

O auto de fé comoveu os 75 mil brasilienses que subiram o Morro da Capelinha, em Planaltina. Também emocionou multidões em Taguatinga, Cruzeiro, Ceilândia e Sobradinho. Mas não os bandidos empenhados em espalhar medo e violência na Semana Santa. Somente entre as 18h30 da quinta e as 4h30 da sexta-feira, nada menos que seis pessoas foram feitas reféns em sequestros relâmpagos no Plano Piloto, em Taguatinga e em Planaltina. Na noite de ontem, na comercial da 413 Norte, um assaltante matou o servidor Saulo Batista Jansen, analista do Banco Central que faria 32 anos amanhã. Ele comia com a mulher e a filha recém-nascida numa lanchonete da quadra. Saulo foi atingido no peito quando o bandido, perseguido após roubar o laptop e a bolsa de um casal, sacou a arma e atirou. (Págs. 1 e 23 a 27)

Corrida ao Fies após o juro cair

Com o corte de 9% para 3,4% ao ano na taxa do crédito educativo, a expectativa do governo é de que o número de contratos fechados com a Caixa e o Banco do Brasil supere 152,4 mil de 2011 e chegue a 350 mil em 2012. (Págs. 1 e 11)

Taxa menor para abater as dívidas

O governo espera que a queda nos juros do crédito ajude as famílias a renegociar os débitos e aliviar o orçamento. (Págs. 1 e 10)

Outro tucano na linha do bicheiro

Leonardo Vilela (PSDB-GO) aparece na lista de políticos que conversaram com Cachoeira. O deputado nega a amizade. (Págs. 1 e 2 a 4)

Agonia de Chávez

Venezuelano volta a Cuba para se tratar de câncer, após rumores de que viria para o Brasil. (Págs. 1 e 18)

Combate à Aids

Vacina testada em grande escala na Tailândia mostra eficácia de 31% na prevenção. (Págs. 1 e 21)
———————————————————————————–

Estado de Minas

Manchete: PAC do prejuízo

A obra rodoviária mais cara do Programa de Aceleração do Crescimento em Minas, que consumiu R$ 400 milhões na duplicação do trecho da BR-262 entre Betim e Nova Serrana, virou foco de problemas e risco de acidentes. Nove meses depois da reforma, motoristas enfrentam buracos, remendos malfeitos, drenagem precária e queda de aterros, como no km 384. O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), entretanto, considera que o serviço de duplicação “está bom” e que as construtoras responsáveis pela obra foram notificadas para fazer os reparos. Para especialista, situação é inaceitável. (Págs. 1 e 17)

Recursos: Municípios de Minas são mais pobres

Mais de 70% dos recursos das prefeituras no estado são do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), acima da média de 58% do Sudeste e de 66% do país. Renda per capita também é menor, conforme balanço do setor público nacional. (Págs. 1 e 3)

Produção mineral

DNPM sofre com falta de funcionários e tecnologia. (Págs. 1 e 7)

José Maria Alkimim

Penitenciária preserva origem agrícola aos 75 anos. (Págs. 1 e 22)
————————————————————————————

Jornal do Commercio

Manchete: Desonestidade é grande

Entre celebrações da Semana Santa, o arcebispo dom Fernando avaliou que, apesar de emergente, o Brasil deve à população em vários aspectos, como saúde, por causa dos desvios. Ele defende que a Igreja participe da fiscalização. (Págs. 1, 5, 8 e Cidades 2 e 3)

Assalto com reféns em supermercado

Bando invadiu loja antes de abrir no Espinheiro e rendeu funcionários. Um ladrão foi preso com R$ 3.500. (Págs. 1 e Cidades 3)

Estrangeiros também devem declarar o IR

Somente em 2011, cerca de 70 mil pessoas de outros países foram autorizadas a trabalhar no Brasil e esta legião precisa Prestar contas ao leão. (Págs. 1 e Cidades/Economia 5)
————————————————————————————

Veja

Manchete: Os filhos da inovação

Os jovens brasileiros que estão na vanguarda da revolução digital contam como vencer no mercado mais competitivo do mundo. (Pág. 1)

Transplante multivisceral

Veja acompanhou com exclusividade os cirurgiões que fizeram o primeiro transplante simultâneo de estômago, duodeno, intestino, pâncreas e fígado do Brasil. (Pág. 1)

————————————————————————————

Época

Manchete: Especial imóveis – Os bairros mais cobiçados do Brasil

Uma pesquisa exclusiva revela as áreas e as cidades mais valorizadas do país.

Os relatos de quem sabe como é bom morar lá. (Pág. 1)

Áudio exclusivo

“Fica bom demais se você for para o PMDB. A Dilma quer falar com você, não?”, diz Cachoeira a Demóstenes. (Pág. 1)

Entrevista

“Eu faria a paz com as Farc diretamente”, diz a ÉPOCA o presidente da Colômbia. (Pág. 1)

Internet

Como comprar mais barato no exterior sem sair da poltrona. (Pág. 1)

Eugênio Bucci

E a ruína dos políticos que usam a palavra “trem”. (Pág. 1)
————————————————————————————

Carta Capital

Manchete: Abre o olho, Perillo

O contrato de uma empresa do esquema de Cachoeira com o governo de Goiás;

Jornalismo? A revista Veja e os arapongas do bicheiro;

Como a última edição de CartaCapital desapareceu de Goiânia. (Pág. 1)

A verdade foi sequestrada. Nesta edição: o Resgate (Pág. 1)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Justiça determina nova interdição no Central

Na tentativa de reduzir superlotação, Vara de Execuções Criminais de Porto Alegre proibirá, a partir de 1º de maio, ingresso na cadeia de presos condenados. (Págs. 1 e 34)

Feriadão: Volta será complicada em estradas

Cerca de 180 mil carros vão retornar para a Capital a partir de amanhã. (Págs. 1 e 28)

Na tela: Cresce oferta de TV por assinatura

Empresas de telefonia agitam mercado. (Págs. 1 e 18)

Crime na Capital: Empreiteiro morto recebia ameaças

Assassinato de Aldenei Cardoso da Silva pode ter sido execução, segundo a polícia. (Págs. 1 e 35)

Silicone, e se faltar? (Págs. 1 e Vida)

Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.