Manchete nos Jornais para este Sábado 11 de Setembro de 2010

0

13 vítimas de padres pedófilos se suicidaram – Bento XVI e a perda de fiéis na Igreja Católica brasileira – Álcool sobe e gasolina já é mais vantajosa – Propinoduto II: após sete anos, Justiça apresenta denúncia – MP vai denunciar padre que tentou sair com 53 mil euros – Minas: MP pede devolução de R$ 3,3 bilhões – Servidora suspeita vazamento sigilo depõe e acusa RF – PF prende políticos aliados de Lula e Sarney no Amapá …

Correio Braziliense

Eleição no DF tem 104 barrados pela Justiça

O eleitor brasiliense tem dificuldades em saber quem realmente vai concorrer nas próximas eleições. Das 1,06 mil pessoas que pediram registro de candidatura em 5 de julho, 104 foram descartadas pela Justiça Eleitoral. Nem todos se conformaram com as decisões e 61 ainda tentam reverter o quadro para participar do pleito. Muitos aproveitam o horário político eleitoral para explicar a situação e reafirmar a condição de candidatos. Entre os esperançosos em conseguir o registro estão os nove impugnados com base na Lei Complementar nº135 — a Lei da Ficha Limpa (1)—, segundo dados do Ministério Público Eleitoral (MPE).

O MPE usou a norma para impedir a candidatura de 15 políticos, mas o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do DF julgou procedente apenas oito dessas ações, como as dos deputados distritais Cristiano Araújo (PTB) e Benício Tavares (PMDB), a do ex-governador Joaquim Roriz (PSC) e a da empresária Wilma Magalhães (PTB). O órgão recorreu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e conseguiu barrar, também, o registro da ex-governadora Maria de Lourdes Abadia (PSDB).

Negociatas do Amapá

Uma ação da Polícia Federal desarticulou ontem, em Macapá, um esquema de fraudes com recursos públicos da educação e da segurança e levou à prisão 18 pessoas. Entre elas, o governador do Amapá, Pedro Paulo Dias de Carvalho (PP), o presidente do Tribunal de Contas do estado, José Júlio Miranda Coelho, e o ex-governador e candidato ao Senado Waldez Góes (PDT). A Operação Mãos Limpas é o resultado de uma investigação que apurou fraudes em licitações e compras (veja infográfico). Dos R$ 800 milhões repassados pela União para programas como o Fundeb (voltado para a educação básica) e o Fundef (que valoriza do magistério), ao menos R$ 300 milhões foram desviados.

Patrimônio que não se justifica

Políticos suspeitos de envolvimento com a organização criminosa que desviou R$ 300 milhões do governo do Amapá declararam à Justiça Eleitoral patrimônio incompátivel com as investigações. O ex-governador e candidato ao Senado Waldez Góes (PDT) informou ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) bens no valor de R$ 157.908,31. Consta no registro da candidatura pouco mais de R$ 150 mil em aplicações bancárias, uma casa de R$ 12,6 mil e R$ 83,78 na caderneta de poupança. Em 2006, o pedetista declarou patrimônio de R$ 13.520, composto por uma Saveiro ano 1996 de R$ 6,4 mil, uma casa avaliada em R$ 3,1 mil, três linhas telefônicas e um terreno de R$ 1.674. A variação patrimonial do candidato é de 1067%.

Para Serra, eleição de Dilma afundará Lula

Com a pesquisa Datafolha mostrando um cenário inalterado na corrida presidencial, o candidato do PSDB, José Serra, fez uma previsão nada otimista sobre o futuro político do presidente Luiz Inácio Lula da Silva no caso de vitória de Dilma Rousseff (PT). “O Lula só tem a chance de ser candidato de novo se eu ganhar. Se a Dilma ganhar, ele não se elege nem deputado federal. O que aconteceu com o Maluf em São Paulo? Ele elegeu o Pitta, e deu nisso. É votar num candidato que não vai governar”, disse o tucano, em sabatina promovida pelo jornal O Globo.

Propaganda de alto custo

Em dois meses de campanha, os candidatos aos governos estaduais gastaram oficialmente quase R$ 60 milhões na produção das propagandas para rádio e tevê. Os números apresentados na última prestação de contas ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostram que as cifras devem ser sensivelmente maiores, já que candidaturas com potencial para saírem vencedoras das urnas não declararam qualquer gasto com os programas. Fazem parte da lista os governadores Cid Gomes (PSB-CE) e Roseana Sarney (PMDB-MA), que tentam a reeleição, e Ângela Amin (PP), candidata ao governo de Santa Catarina.

Bancadas desiguais

Projeções indicam que a bancada de mulheres na Câmara vai aumentar das atuais 45 parlamentares para 54 no próximo ano, mas a perspectiva de ampliação do número de mulheres eleitas para o Legislativo Federal não é distribuída de forma homogênea em todos os estados. Minas Gerais e Santa Catarina, por exemplo, correm o risco de ficar sem representação feminina em 2011. Apesar de a disputa presidencial deste ano contar com duas candidatas entre os três favoritos, as mulheres ainda encontram dificuldades em captar recursos para as campanhas e se destacar entre os colegas de partido.

Em muitos estados, quando as mulheres alcançam potencial de votos, trocam o Legislativo pelo Executivo e, quase sempre, a vaga é herdada por um homem. Nas bancadas estaduais, o Amapá é o único estado em que mulheres e homens dividem proporcionalmente as cadeiras na Câmara: são quatro deputados e quatro deputadas.

À espera da visita ilustre

A estratégia da candidata do PT à Presidência da República, Dilma Rousseff, de priorizar o Sul e o Sudeste para derrubar as resistências a seu nome nessas duas regiões tem deixado os correligionários nordestinos de orelha em pé. Em Sergipe, estado com menor número de eleitores (1,05% do país) no Nordeste, a visita da pupila de Lula — cada vez mais requisitada quando o assunto é angariar votos — ainda não está fechada e preocupa quem precisa do apoio. Atual senador e candidato à reeleição, Antônio Carlos Valadares (PSB) cuidou pessoalmente do assunto com o presidente do PT, José Eduardo Dutra.

“Fomos informados de que o presidente Lula irá a Aracaju em breve. Quanto a Dilma, ainda não há data. Mas a promessa é de que a receberemos também”, diz Valadares. Os dois subirão no palanque do atual governador, Marcelo Déda (PT), que tenta a reeleição e rivaliza com João Alves Filho (DEM), titular anterior do cargo. Enquanto Alves, que compõe a coligação Em nome do povo, tenta apontar os erros da administração do governador e diz que sente a “decepção” nas ruas por onde anda, Déda repete o mantra da continuidade, compondo a coligação Para Sergipe continuar seguindo em frente.

Atrás das grades, só quem comete o crime

O sentimento de insegurança é companheiro constante de Elias do Nascimento Amorim. Nos três anos como funcionário de um posto de gasolina em Taguatinga (DF), o rapaz já passou por quatro assaltos. Teve arma apontada para a cabeça e prejuízo repartido entre os colegas. “A situação aqui é muito complicada, a gente nunca sabe o que pode acontecer”, lamenta o rapaz. A preocupação dele se repete entre 39% dos brasileiros, que enumeraram a violência como a área prioritária de atuação do próximo presidente da República, de acordo com pesquisa recente do Ibope Inteligência.

Do medo de sair às ruas às condições do sistema penitenciário nacional, não faltam problemas para quem ocupar o Palácio do Planalto a partir do ano que vem. Vera Malaguti, secretária-geral do Instituto Carioca de Criminologia (ICC), acredita que o principal desafio do próximo presidente será produzir uma resposta ao crime sem passar pela via penal ou policial. Ela defende, ainda, um debate sério sobre a política criminal de drogas no país e estratégias de esvaziamento das cadeias. “O paradigma da militarização e da cultura bélica, inspirado sobretudo no modelo norte-americano, já se mostrou um fracasso. Precisamos de soluções criativas, que pensem a segurança de forma mais ampla e complexa”, destaca a especialista.

Folha de S. Paulo

Legislativo não é apêndice do governo

Arnaldo Jardim – Ainda há muita água para rolar, mas, por hipótese -e não mais que por hipótese-, admitamos que a atual aliança governista eleja maioria expressiva nas duas Casas do Congresso. A primeira pergunta a fazer é: qual a consistência político-ideológica dessa maioria?

Sabemos que o partido lulista tentará usar tal maioria para avançar em mudanças constitucionais e legais ditas “de esquerda”. Sabemos, também, que a outra metade (possivelmente majoritária no bloco), representada pelo PMDB de face mais liberal, quererá não mais que usufruir sua parcela de poder.

PF prende o governador do Amapá e o seu antecessor

A Polícia Federal prendeu ontem em Macapá o atual e o ex-governador do Amapá -Pedro Paulo Dias (PP), que concorre à reeleição, e Waldez Góes (PDT), candidato ao Senado, respectivamente- e mais 16 pessoas, entre empresários e políticos.

Eles são suspeitos de participar de esquema de desvio de recursos federais que pode chegar a R$ 200 milhões. Também está presa a primeira-dama Denise Carvalho -também secretária da Inclusão e Mobilização Social.

Em fevereiro, a Folha revelou que o Ministério Público do Estado protocolou ação de improbidade administrativa contra o então secretário da Educação, José Adauto Bitencourt, e outras 12 pessoas.

Governo afirma que colabora com apuração

O governo do Amapá afirmou que só vai se pronunciar oficialmente sobre o caso e sobre a prisão do governador Pedro Paulo Dias (PP) após a Polícia Federal divulgar oficialmente os nomes dos presos e mais informações sobre a Operação Mãos Limpas.

O governo, porém, afirmou, por meio de sua assessoria, que está colaborando com as investigações. Integrantes do diretório do Partido Progressista no Amapá e também do diretório nacional não foram encontrados para comentar a prisão.

Um dia antes, Lula pediu votos para Góes

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva apareceu no horário eleitoral gratuito do Amapá pedindo votos para o ex-governador e candidato a senador Waldez Góes (PDT) na véspera de ele ser preso pela Polícia Federal sob suspeita de integrar um esquema de corrupção.

Góes e o atual governador do Estado, Pedro Paulo Dias (PP), que concorre à reeleição, foram presos com outras 16 pessoas, ontem pela manhã, sob suspeita de participar do desvio de verbas federais e estaduais. A operação da PF foi batizada de Mãos Limpas.

Arquidiocese do Rio não esclarece contas

Mais de um ano após afastar do cargo de ecônomo (responsável pelas finanças) o padre Edvino Alexandre Schenkel por ter autorizado gastos excessivos, a Arquidiocese do Rio de Janeiro, entidade sem fins lucrativos, ainda não esclareceu o que foi feito com parte dos recursos da instituição.

O padre Edvino foi sucedido pelo atual ecônomo, monsenhor Abílio Ferreira da Nova, preso no domingo ao tentar embarcar para Portugal com 52,8 mil não declarados à Receita. Ele conseguiu liberdade provisória no dia seguinte.
A Folha obteve um documento no qual a Arquidiocese do Rio autorizava, em junho de 2008, a transferência de R$ 2,3 milhões de sua conta para a do fundo de investimento Solidariedade Justiça e Paz. O fundo é ligado ao padre Edvino Schenkel.

Após prisão, PDT de MS resolve expulsar prefeito de Dourados

A Executiva Estadual do PDT em Mato Grosso do Sul decidiu expulsar do partido o prefeito de Dourados (MS), Ari Artuzi, preso pela Polícia Federal sob suspeita de chefiar um suposto esquema de fraudes e desvio de verbas na administração municipal.

O partido decidiu, ainda, dissolver seu diretório na cidade. Uma comissão provisória foi nomeada para, segundo nota divulgada à imprensa, “reorganizar o partido na cidade”. “Cabe a essa comissão analisar a situação de outros integrantes do partido denunciados por suposta participação no esquema de corrupção do qual Artuzi é acusado”, diz um trecho da nota.

Estável, Dilma tem 56% dos votos válidos

Pesquisa Datafolha realizada nos dias 8 e 9 mostra estabilidade na disputa pela Presidência: Dilma Rousseff (PT) tem 50% e José Serra está com 27%. A diferença entre eles é de 23 pontos.

Em levantamento nos dias 2 e 3, Dilma também tinha 50%. Serra tinha 28% e oscilou negativamente um ponto. A margem de erro máxima da pesquisa é de dois pontos, para mais ou para menos.

Vantagem de Richa cai pela metade no PR

Caiu pela metade a vantagem de Beto Richa (PSDB) sobre Osmar Dias (PDT) na disputa pelo governo do Paraná, aponta o Datafolha. O tucano, que no final de agosto estava 13 pontos à frente do pedetista, viu a diferença se reduzir para seis pontos percentuais.

Segundo pesquisa realizada pelo Datafolha nos dias 8 e 9 de setembro, Richa tem 44% das intenções de voto, enquanto Dias chega a 38%. No levantamento anterior, de 23 e 24 de agosto, o tucano aparecia com 47%, e o pedetista, com 34%.

Roriz cai, Agnelo sobe e vira disputa no DF

Com a candidatura ameaçada pela aplicação da Lei da Ficha Limpa, Joaquim Roriz (PSC) caiu oito pontos e perdeu a liderança da disputa ao governo do Distrito Federal para Agnelo Queiroz (PT).

Segundo o Datafolha, o petista cresceu nove pontos nos últimos dias e marca 44% das intenções de voto, ante 33% do ex-governador. Roriz aguarda o julgamento de um recurso contestando o impedimento de sua candidatura imposto pelo Supremo Tribunal Federal. Ele renunciou ao mandato de senador em 2007 para escapar de um pedido de cassação por quebra de decoro parlamentar.

Vantagem de Wagner sobre Paulo Souto vai a 30 pontos na BA

O governador da Bahia Jaques Wagner (PT) abre 30 pontos de vantagem sobre Paulo Souto (DEM) e, se as eleições fossem hoje, estaria reeleito no primeiro turno.

Segundo pesquisa Datafolha realizada nos dias 8 e 9, Wagner oscilou de 47% para 48% das intenções de voto, enquanto Souto caiu de 23% para 18%.
A maior queda de Souto ocorreu entre os que têm de 45 a 59 anos, passando de 34% para 20%.

Campos venceria no 1 turno; eleição ao Senado embola em PE

O governador Eduardo Campos (PSB) mantém a liderança na disputa pelo governo de Pernambuco e, se as eleições fossem hoje, seria reconduzido ao cargo já no primeiro turno.

Segundo pesquisa Datafolha realizada nos dias 8 e 9, Campos tem 63% das intenções de voto, enquanto o senador Jarbas Vasconcelos (PMDB) está com 21%.

Tarso se mantém na liderança com 42% em cenário estável no RS

O candidato do PT ao governo do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, mantém a liderança com folga na disputa, com 42% das intenções de voto, segundo o Datafolha.

O percentual é idêntico ao registrado na rodada anterior, de 23 e 24 de agosto.
Os dois adversários do petista, José Fogaça (PMDB) e Yeda Crusius (PSDB), oscilaram um ponto para baixo cada um. O peemedebista marca 26%, e a tucana, 13%.

Por fim a corrupção

Por mais que os candidatos à Presidência da República evitem tocar no assunto da corrupção, a prisão, ontem, de diversos luminares do mundo político amapaense tornará impossível que continuem a manter as cabeças enterradas na areia. O “gancho” é incontornável. Os candidatos serão praticamente obrigados a abordar a questão.

Entre outros, foram presos o governador, o ex-governador, o prefeito de Macapá e o presidente do Tribunal de Contas estadual, proprietário, de acordo com o que se informa, de uma coleção de automóveis de luxo (aliás, como é que a Receita Federal não pegou esse sujeito muito antes?).

Casal tentava legalizar quebras, diz polícia

A Polícia Civil de São Paulo encontrou indícios de que a servidora da agência da Receita Federal em que o sigilo fiscal de tucanos foi quebrado estava tentando legalizar a situação de outros casos de aparente violação.

Ana Maria Cano, funcionária da Receita em Mauá, na Grande São Paulo, está sob investigação sob suspeita de ter acessado a declaração de renda de Eduardo Jorge, vice-presidente do PSDB.

Gleisi sobe e Requião lidera para o Senado

O ex-governador Roberto Requião (PMDB) continua na liderança na disputa por uma das vagas de senador pelo Paraná, mas sua vantagem sobre Gleisi (PT) caiu quase à metade.

Segundo pesquisa Datafolha realizada nos dias 8 e 9, Requião tem 47% das intenções de voto (eram 48% no levantamento anterior), enquanto Gleisi tem 41% (37% na pesquisa de 23 e 24 de agosto).

Cristovam segue líder na disputa pelo Senado

Cristovam Buarque (PDT) e Rodrigo Rollemberg (PSB) consolidaram a dianteira pelas duas vagas ao Senado no DF. Candidato à reeleição, Cristovam soma hoje 50% das intenções de voto. Rollemberg marca 40%. Em relação à rodada anterior, o pedetista subiu cinco pontos percentuais, e Rollemberg, dez.

Receita sabia de falsa procuração desde 2ª

A delegacia da Receita Federal em Santo André sabia desde segunda-feira, dia 6, que uma procuração falsa foi usada para quebrar o sigilo fiscal de Alexandre Bourgeois, genro do candidato a presidente José Serra (PSDB).

Mesmo assim, o Ministério da Fazenda, ao qual a Receita é subordinada, não citou esse fato em nota divulgada na quarta-feira, dia 8, sobre acessos cadastrais feitos nos dados de Bourgeois numa agência de Mauá, em 30 de setembro de 2009.

A procuração falsa é assinada pelo filiado ao PT Antônio Carlos Atella, que usou um documento semelhante para acessar dados fiscais da filha de Serra, Veronica. As duas procurações foram apresentadas no mesmo dia e na mesma agência do fisco.

Se Dilma ganhar, Lula não volta nem como deputado, diz Serra

O candidato tucano à Presidência, José Serra, afirmou ontem que, se sua adversária Dilma Rousseff (PT) vencer, o mau desempenho de seu governo fará com que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva não consiga nem “se eleger deputado” em 2014.

Serra classificou a eventual eleição da petista como “um risco” para o país durante sabatina do jornal “O Globo”, no Rio. Comparou a ascensão política de Dilma à do ex-prefeito Celso Pitta, e Lula a Paulo Maluf, ambos como fiadores de um “mesmo fenômeno político”.

Cartórios fazem plantão para emitir 2ª via de título

Cartórios eleitorais de todo o Brasil estarão abertos hoje e amanhã, em esquema de plantão, para emitir segundas vias do título de eleitor. Os presidentes dos TREs (Tribunais Regionais Eleitorais) decidiram realizar esse plantão porque a partir deste ano nenhum eleitor poderá votar sem apresentar o título eleitoral e um documento de identidade com foto.

Até as eleições passadas, era possível votar com apenas um dos dois documentos. Agora, por determinação de uma lei de 2009, ambos são obrigatórios.

Candidatos participam de debate realizado por Folha e RedeTV!

Os presidenciáveis Dilma Rousseff (PT) e José Serra (PSDB) se encontrarão amanhã pela primeira vez desde a revelação de que foi quebrado o sigilo fiscal de Veronica Serra, filha do tucano.

Eles participarão do debate realizado pela Folha em parceria com a Rede TV!, às 21h. Também irão os candidatos Marina Silva (PV) e Plínio de Arruda Sampaio (PSOL). O debate será mediado pelo jornalista Kennedy Alencar, repórter especial da Folha e apresentador do programa “É Notícia”, da Rede TV!.

Superior Tribunal Militar nega a Dilma acesso a próprio processo

O STM (Superior Tribunal Militar) negou à candidata do PT, Dilma Rousseff, acesso ao processo que a levou à prisão na ditadura (1964-85). O pedido foi negado pelo presidente do tribunal, Carlos Alberto Marques Soares.

Soares utilizou um dos argumentos apresentados à Folha ao negar acesso do jornal aos autos: o processo está em precário estado de conservação e será restaurado e digitalizado. “Não vou dar [acesso] a ninguém. Ela [Dilma] que entre com um mandado de segurança”, afirmou o presidente do tribunal.

Segundo a assessoria da campanha de Dilma, o pedido faz parte da estratégia de reunir o “máximo de informações” sobre a candidata para serem usadas em eventuais esclarecimentos sobre o seu passado. A assessoria jurídica disse que não vai recorrer.

Serra, Alckmin e Goldman pedem votos para “ficha-suja” candidato a governador

O programa eleitoral na TV do candidato ao governo de Rondônia Expedito Júnior (PSDB) exibiu nesta semana, pela primeira vez, depoimentos dos tucanos José Serra, Geraldo Alckmin e Alberto Goldman em favor do candidato.
Expedito, ex-senador cassado pela Justiça Eleitoral sob a acusação de compra de votos e abuso de poder econômico, teve sua candidatura barrada pela Lei da Ficha Limpa no TRE de Rondônia, mas recorre no TSE e no STF.

Aécio faz dobradinha com Itamar Franco na TV e deixa Serra de fora mais uma vez

O ex-governador e candidato ao Senado Aécio Neves (PSDB-MG) uniu ontem seu programa de TV ao de seu companheiro de chapa Itamar Franco (PPS). O presidenciável José Serra (PSDB) mais uma vez não apareceu nem foi citado.
As peças de Itamar já colavam sua imagem à de Aécio, mas ontem os programas dos dois foram fundidos.

Os candidatos apareceram sentados de frente um para o outro, com Ouro Preto ao fundo, trocando elogios. Aécio prometeu que irá incluir Serra em seu programa a partir da próxima que vem.

Estado de S. Paulo

Receita orientou fraude em procurações, diz servidora

A servidora da Receita Federal Ana Maria Caroto Cano, investigada pela quebra de sigilo fiscal de cinco pessoas ligadas ao candidato José Serra (PSDB), afirmou à Polícia Civil de São Paulo que foi orientada pela Corregedoria do Fisco para “encobrir” violações de dados fiscais. O corregedor-geral da Receita, Antonio Carlos Costa d’Ávila, nega. A servidora foi levada a prestar depoimento sobre as quebras de sigilo após denúncia do aposentado Edson Pedro dos Santos. Ele acusou o marido da servidora, José Carlos Cano Larios, de tentar fazer com que assinasse uma procuração em seu nome para acessar dados da Receita. Segundo o depoimento de Santos, o marido de Ana Maria bateu à porta de sua casa há cinco dias e disse: “Minha mulher é funcionária da Receita, eu preciso que o senhor assine aqui dando autorização para que ela acesse suas declarações de renda dos exercícios 2007 e 2008.”

PF prende políticos aliados de Lula e Sarney no Amapá

A Polícia Federal prendeu no Amapá o governador Pedro Paulo Dias (PP), o ex-governador Waldez Góes (PDT) e outras 16 pessoas, sob acusação de corrupção, lavagem de dinheiro, ocultação de bens, tráfico de influência, fraude em licitações e formação de quadrilha. Dias é candidato à reeleição, e Góes tenta o Senado. Ambos contam com apoio explícito do presidente Lula e da candidata à Presidência Dilma Rousseff (PT), e o ex -governador é aliado do senador José Sarney (PMDB-AP). A operação da PF detectou que, sob o comando do governador, a máquina do Estado era dominada por uma quadrilha de altos funcionários que fraudavam 9 em cada 10 licitações, superfaturando os contratos e cobrando e distribuindo propinas abertamente. O Planalto não quis comentar a proximidade de Lula com os políticos presos.

Vantagem de Dilma é de 23 pontos, diz pesquisa

Em meio ao escândalo da Receita Federal, a candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff (PT), manteve sua liderança inalterada e aparece com 50% das intenções de voto, segundo pesquisa do Datafolha divulgada na noite de ontem. O tucano José Serra oscilou de 28% para 27%. Esses números indicam vitória da petista no primeiro turno.

O Globo

Eleições 2010: Serra: Lula deixa roubar’ e Dilma é ‘envelope fechado’

O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, disse que sua principal adversária na disputa, Dilma Rousseff (PT), está perto da inexistência política” e comparou-a a Celso Pitta, eleito prefeito de São Paulo graças à popularidade do padrinho Paulo Maluf. Serra disse que, se Dilma for eleita, o presidente Lula não conseguirá se eleger nem para deputado em 2014 – tão fraco seria, segundo ele, o eventual governo da petista: “Votar num envelope fechado é temeridade.” Sabatinado por colunistas e leitores do GLOBO, o tucano disse que o governo Lula deixa roubar e que o atual modelo da administração federal se esgotou. “Botar lá gente que vai continuar com essa privatização do Estado, privatização do governo, que vai continuar com os abusos, com o desrespeito à democracia, é um risco muito grande para o Brasil”, afirmou.

Servidora suspeita vazamento sigilo depõe e acusa RF

A servidora da Receita Federal Ana Maria Rodrigues Caroto Cano disse à Polícia de São Paulo que foi orientada pela corregedoria do Fisco a obter declarações de 23 pessoas que tiveram o sigilo fiscal violado.

O objetivo seria fazê-las afirmar que haviam autorizado o acesso aos dados fiscais, como forma de eximi-la de culpa.

Filiada ao PMDB, Ana Maria é uma das servidoras investigadas por acessos imotivados ao Imposto de Renda do vice-presidente do PSDB, Eduardo Jorge, e de outros tucanos.

Lei da Ficha Limpa barrou 242 candidaturas, diz site

O site Congresso em Foco divulgou nesta sexta-feira que 242 candidaturas foram barradas nos tribunais regionais eleitorais por conta da aplicação da Lei da Ficha Limpa nas eleições deste ano. O site informa que foram concluídos todos os julgamentos e que, provavelmente, os barrados recorrerão ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

As 242 impugnações estão distribuídas por 24 unidades da federação, sendo que São Paulo é o estado onde houve mais indeferimentos: 39 no total. Entre os candidatos que tiveram o registro negado está o deputado federal Paulo Maluf (PP-SP), que tenta a reeleição. O Ceará foi o segundo estado com mais registros indeferidos, num total de 29, seguido por Rondônia, com 24.

Rio: Lindberg passa Cesar Maia e empata com Crivella

A pesquisa Ibope, divulgada nesta sexta-feira à noite e encomendada pela TV Globo e o jornal Estado de S. Paulo, apontou que o candidato ao Senado pelo PT, Lindberg Farias, ultrapassou o candidato do DEM, Cesar Maia, e agora tem o mesmo percentual de votos que Marcelo Crivella, candidato do PRB, na liderança da disputa. De acordo com a pesquisa, Lindberg e Crivella têm 31% das intenções de voto, contra 28% do ex-prefeito Cesar Maia. Como a margem de erros é de dois pontos percentuais para mais ou para menos, os três estão tecnicamente empatados.

Minas: MP pede devolução de R$ 3,3 bilhões

O Ministério Público quer que o governo de Minas e a Copasa, companhia responsável pelo abastecimento de água e o esgotamento sanitário no estado, devolvam aos cofres públicos R$ 3,3 bilhões que não teriam sido investidos em saneamento entre 2003 e 2008.

Em ação proposta à Justiça, os promotores alegam que a gestão do ex-governador Aécio Neves (PSDB) informou ter repassado os recursos à empresa, como parte dos gastos obrigatórios com saúde previstos na Emenda Constitucional 29, mas eles não foram comprovados. O estado nega irregularidades.

MP vai denunciar padre que tentou sair com 53 mil euros

Acusado de evasão de divisas depois de ter sido preso, no domingo passado , transportando, sem declarar à Receita Federal, cerca de 53 mil euros (aproximadamente R$ 116 mil), o monsenhor Abílio Ferreira da Nova, de 77 anos, encarregado da administração dos bens da Arquidiocese do Rio e pároco da Igreja Nossa Senhora de Copacabana, será denunciado pelo Ministério Público Federal na próxima segunda-feira.

Como o monsenhor Abílio foi preso em flagrante e só não está preso porque teve sua liberdade decretada pela Justiça Federal, a denúncia precisa ser feita em 15 dias. O caso, informou a Justiça Federal, será apreciado pelo juiz Roberto Schuman, da 3ª Vara Federal do Rio.

Propinoduto II: após sete anos, Justiça apresenta denúncia

Somente nesta sexta-feira, depois de sete anos de idas e vindas, o juiz Roberto Schuman, da 3ª Vara Federal do Rio, aceitou a denúncia contra 26 pessoas – entre elas, empresários, funcionários do INSS e da Receita Federal e intermediários- acusadas de envolvimento em fraudes tributárias em que débitos eram cancelados mediante pagamento de propinas.

A investigação começou em 2003 quando policiais federais e a própria Receita deflagraram uma operação conhecida como Propinoduto II. No início deste mês, o juiz já havia decretado o sequestro e o bloqueio de todos os bens dos acusados, incluindo um jatinho.

Álcool sobe e gasolina já é mais vantajosa

Mesmo em plena safra de cana-de-açúcar, o preço do álcool combustível está subindo e já faz com que a gasolina, em muitos casos, seja mais vantajosa para o bolso do motorista brasileiro.

Segundo coleta de preços da Agência Nacional do Petróleo (ANP), na primeira semana de setembro, valia mais a pena optar pela gasolina em 14 estados do país. Como o etanol rende menos nos veículos flex, seu preço deve chegar a, no máximo, a 70% do valor da gasolina para valer a pena.

Bento XVI e a perda de fiéis na Igreja Católica brasileira

O papa Bento XVI denunciou nesta sexta-feira a crescente perda de fiéis pela Igreja Católica brasileira e a rápida expansão no país das comunidades evangélicas e neopentecostais.

– Se observa uma crescente influência de novos elementos na sociedade, que até poucos anos não existiam. Isto provoca um crescente abandono por parte de muitos católicos, ao mesmo tempo em que se observa no panorama religioso do Brasil a rápida expansão das comunidades evangélicas e neopentecostais – disse o Papa.

França: aprovado projeto de lei sobre aposentadoria

A Assembleia Nacional da França cimentou nesta sexta-feira o fim da aposentadoria aos 60 anos. Ao fechar o projeto de lei sobre a reforma da Previdência, os deputados aprovaram – depois de seis horas de discussões – a elevação da idade mínima para a aposentadoria, de 60 para 62 anos.

Eles também aprovaram a elevação da idade para ter direito à aposentadoria integral de 65 para 67 anos até 2023.

A aprovação foi garantida pelos votos da União por um Movimento Popular (UMP, o partido do presidente Nicolas Sarkozy) e do Novo Centro.

13 vítimas de padres pedófilos se suicidaram

O relatório de uma comissão na Bélgica que lida com os recentes escândalos envolvendo padres que cometeram abusos sexuais revela que ao menos 13 vítimas dos religiosos se suicidaram nos últimos anos.

No documento, a comissão revela que recebeu mais de 480 denúncias de pedofilia. Dois terços das vítimas são homens e a maioria tinha em torno de 15 anos na época dos abusos. Pelo menos cem mulheres também sofreram abusos. Das 199 páginas do relatório, a metade corresponde aos relatos de vítimas, segundo o jornal “El País”.

Fidel diz que foi mal interpretado por jornalista americano

O ex-presidente cubano Fidel Castro disse nesta sexta-feira que seu comentário recente, de que o modelo comunista da ilha “não funciona mais”, foi mal interpretado pelo jornalista americano que o entrevistou em Havana.

Em mensagem exibida pela TV estatal, Fidel não negou ter falado isso a Jeffrey Goldberg, da revista “The Atlantic”, mas explicou exatamente o que, em tom irônico, quis dizer com a resposta à pergunta sobre se “ainda era importante exportar o modelo socialista cubano”.

– É evidente que essa pergunta levava implícita a teoria de que Cuba exportava a revolução. Eu respondo: o modelo cubano já não funciona mais nem para nós. Expressei isso a ele sem amargura nem preocupação – comentou. Congresso em foco

Equipe Fenatracoop

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Eu Aceito a Política de Privacidade

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.