Mortes na Cadeia de Ibiporã: Briga entre facções rivais motivou rebelião

Familiares dos detentos foram para a frente da delegacia em busca de informações quando souberam do ocorrido e o prédio teve que ser cercado por equipes do Batalhão de Choque da PM.

0

Uma briga entre facções rivais motivou a rebelião ocorrida na noite de ontem (17) na Cadeia Pública de Ibiporã, segundo as informações da Polícia Civil. Durante o tumulto dentro da carceragem, os detentos atearam fogo em colchões, que provocaram o incêndio.

As chamas se espalharam em uma das alas. O Corpo de Bombeiros foi acionado, juntamente com a Polícia Militar e a Seção de Operações Especiais (SOE), do Departamento Penitenciário do Paraná (Depen), por volta das 22 horas.

Foram deslocados três caminhões dos bombeiros para controlar o incêndio. Familiares dos detentos foram para a frente da delegacia em busca de informações quando souberam do ocorrido e o prédio teve que ser cercado por equipes do Batalhão de Choque da PM.

Mortes

Seis presos morreram e os corpos foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Londrina. Análises periciais vão confirmar se as mortes ocorreram antes do incêndio, durante o tumulto e confronto entre as facções, ou se foram causadas pelo fogo. Há informações de que outros 20 detentos precisaram ser hospitalizados porque inalaram fumaça ou tiveram queimaduras. Eles foram encaminhados para o Hospital Universitário de Londrina.

A rebelião terminou por volta das 2 horas desta terça-feira (18) e nenhum preso fugiu. A Polícia Civil confirmou a identidade dos mortos no incêndio, são eles: Danilo Lúcio Lopes Rodrigues, Jonas Gonçalves de Queiroz, Jorge Luiz de Almeida, Marcelo Henrique dos Santos, Rikelme Perez Segalla e Ronaldo de Oliveira Pinheiro Filho.

A Polícia Civil vai instaurar um inquérito policial para apurar as circunstâncias do ocorrido.

Superlotação

A Cadeia de Ibiporã comporta 35 presos e estava superlotada, com pelo menos 100 presos acima da capacidade. No dia 31 de julho, 20 detentos haviam fugido por um buraco no telhado do prédio.

O prefeito de Ibiporã, João Coloniezi se reuniu com membros do Conseg e da Polícia Civil, no início deste mês, e o prédio da cadeia deve mudar de lugar.

Cobra News

________________________________________________________________
A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889
A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.