Mutirão da dengue recolhe 18 toneladas de lixo em três dias de ação

0

A Secretaria de Saúde vem realizando mutirões de limpeza contra a dengue na cidade, priorizando os bairros com maior incidência do mosquito. Em três dias de ação, foram recolhidas aproximadamente 18 toneladas de lixo, dentre objetos que possam acumular água e móveis velhos. Segundo Daniele Rigone, coordenadora das Ações de Campo do Setor de Endemias, foram utilizados caminhões da Secretaria de Agricultura e Meio Ambiente para recolher os materiais, resultando em nove cargas de lixo. Os mutirões são realizados aos sábados e, até o momento, os caminhões já passaram nas vias dos seguintes bairros: Campos Verdes, Centro, Cambé II e Conjunto Habitacional Euthymio Casaroto.

Daniele Rigone explica que a ação acontece em um período propício para a proliferação do Aedes aegypt, mosquito transmissor da dengue. “Janeiro e fevereiro são meses com dias muito quentes e com alto volume de chuvas, tudo que o mosquito gosta”, explica. De acordo com os dados disponibilizados pelo Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypt (LIRAa), entre os dias 10 e 15 de janeiro deste ano, a cidade de Cambé apresentou um Índice Predial de 1,7%. A porcentagem indica que, dentre os 3.246 imóveis vistoriados, foram encontrados 96 criadouros ativos do mosquito em 63 residências. De acordo com o manual divulgado pelo Ministério da Saúde, o índice da cidade de Cambé está classificado como sinal de alerta para uma possível epidemia da doença. Nos últimos seis meses, Cambé confirmou 20 casos da doença.

Segundo a coordenadora, 90% dos focos do mosquito são encontrados dentro das residências “Nós pedimos a colaboração da população para não deixar jogado nenhum objeto que possa acumular água, como vasos de planta, pneus e garrafas. É importante também ficar atento com os potes de água dos animais e os reservatórios de água das geladeiras”, ressalta.

Nestes três dias de ação, cerca de 23 mil pessoas e 15 mil imóveis foram alcançados e, segundo Rigone, a quantidade de materiais recolhidos está dentro da média esperada, sendo destinada ao aterro sanitário. Os mutirões vão continuar aos sábados, na seguinte ordem: no dia 19 de fevereiro no Santo Amaro e Jardim São Paulo; no dia 05 de março no Silvino; no dia 12 de março no Novo Bandeirantes e nas proximidades do 24 Horas; e no dia 19 de março nas vias do Ana Rosa e Cambé IV.

O mutirão vai percorrer as vias dos bairros das 7h30 às 15h recolhendo objetos que possam acumular água, como vasos, tanques, pneus, latões, galões, móveis velhos. A Secretaria de Saúde frisa que as pessoas devem deixar esses materiais nas calçadas antes do horário, preferencialmente na sexta-feira à noite.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.