Paulo “Tutancamon” foi preso neste sábado, por volta das 8h30, quando chegava na Rodoviária da cidade

0

Acabou a procura por Paulo “Tutancamon”, o último envolvido no assassinato do delegado paranaense José Antônio Zuba de Oliva. Ele foi preso neste sábado, por volta das 8h30, quando chegava na Rodoviária de Joinville.

A ação aconteceu depois que a polícia recebeu uma denúncia anônima de que um homem com as características dele estaria em um ônibus com direção ao Terminal Norte.

Um agente da investigação da polícia militar começou a segui-lo já no Terminal Norte, e no terminal Central ele embarcou em um ônibus com destino à rodoviária de Joinville. Tutancamon foi abordado pelo agente quando desceu do ônibus, em frente à rodoviária.

Ele puxou a mochila que Tutancamon levava nas costas, derrubou no chão, deu voz de prisão e o segurou. Segundo o soldado Lira, que fazia a ronda da rodoviária no momento e estava a cerca de 10 metros da abordagem, Tutancamon ainda tentou resistir e dizer que estava havendo um engano.

— Fizemos o procedimento padrão e o deitamos no chão. Então abrimos a mochila e encontramos as armas — conta Lira.

Na mochila havia uma pistola israelense 9 mm e uma submetralhadora 380 com dois carregadores com capacidade para 40 balas cada uma. Ele também levava três identidades e uma carteira de motorista, por isso a polícia ainda não fez a identificação completa.

— Ele será levado à Central de Polícia para o interrogatório e depois encaminhado para o Presídio de Joinville. Ele fica aqui por enquanto, até decidirem o destino dele — afirmou o Major Antônio Sézar.

Paulo Tutancamon estava foragido desde o dia 24 de agosto, quando participou do assassinato do delegado em Pontal do Paraná. Ele e dois colegas fugiram para Santa Catarina e foram encontrados em Pirabeiraba no dia 26 de agosto.

A operação mobilizou 200 policias e terminou com a morte de Felipe “Tex” e Paulo “Gauchinho”. Uma mulher de 67 anos pega como refém também foi baleada e está em estado grave na UTI do Hospital São José.

Cláudia Morriesen

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Eu Aceito a Política de Privacidade

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.