Fotos: Capitão QOPM Ricardo Fardim Eguedis
Fotos: Capitão QOPM Ricardo Fardim Eguedis
Fotos: Capitão QOPM Ricardo Fardim Eguedis

Na tarde desta terça feira, por volta das 16hs00min, policiais militares da Segunda Companhia de Polícia Militar Ambiental, foram acionados no centro de distribuição de encomendas dos Correios na cidade de Londrina, depois de inspeção com aparelho de “Raio X”, foi encontrado um animal vivo dentro de uma caixa de encomenda rápida.
Ao abrirem a embalagem os policiais constataram um verdadeiro “KIT COBRA”, com um filhote de cobra não venenosa, possivelmente da espécie COBRA DO MILHO (CORN SNAKE), 18 filhotes de ratos mortos e congelados para a alimentação futura do animal, além de objetos, uma resistência elétrica simulando uma pedra para aquecimento do réptil, espumas e embalagens para a acomodação do animal.
O filhote mede aproximadamente 20 cm, e tem idade aproximada de 30 dias de vida, estava amarrado de forma apertada em um pedaço de tecido de meia feminina fina, depois acondicionado dentro de um pote plástico e molhado com água, sendo o material todo recoberto por acolchoamento evitando barulhos que identificassem a presença do animal no interior da caixa.
O animal é exótico a fauna brasileira e adulto pode chegar aos 1,5 metros, natural dos Estados Unidos e México a cobra será submetida a exame por veterinário, para verificar suas condições sanitárias e de saúde, além disto, será efetuada consulta ao IBAMA e IAP sobre a legalidade deste animal, pois no interior da encomenda não havia nenhum documento ou nota fiscal referente a legalidade da conduta.
A introdução deste espécime exótico pode ser prejudicial ao nosso bioma, com inserção de novas doenças e desequilíbrio ambiental grave.
A correspondência foi postada na cidade de São Paulo, SP, e tinha como destino uma residência na cidade de Abatiá, PR.
Ainda não foi confirmado o remetente e destinatário, que podem responder pelos maus tratos, pois ao concordarem com a remessa do animal pelo correio, em tese, foram causadores e coniventes com o sofrimento causado ao ser vivo.
O Batalhão de Polícia Militar Ambiental se coloca à disposição da sociedade através de seus Policiais, suas Sub-Sedes, Pelotões e ainda através de um telefone para atendimento de denúncias, reclamações e sugestões.
Qualquer pessoa pode denunciar crimes ambientais pelo telefone 0800 643 03 04, na região de Londrina (043) 3341-7733, funciona 24hs por dia.

Fotos: Capitão QOPM Ricardo Fardim Eguedis
Fotos: Capitão QOPM Ricardo Fardim Eguedis

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.