Seis pessoas acusadas pela polícia de integrar uma quadrilha especializada no roubo de camionetes Toyota foram presas, ontem, numa propriedade rural de Rolândia (Norte). Durante a ação, executada por policiais civis da 10ª Subdivisão Policial (SDP) de Londrina, foram apreendidos também armas, placas e equipamentos para adulteração dos carros, celulares de vítimas e um veículo roubado.

Houve confronto entre a polícia e os suspeitos. Um policial e dois homens que foram presos ficaram feridos, mas não correm risco de morte. Duas pessoas, já identificadas, conseguiram fugir.

Conforme informações do delegado-chefe da 10 SDP, Sérgio Luiz Barroso, as investigações começaram há 60 dias. A quadrilha agiria em um raio de 100 quilômetros de Londrina, utilizando a propriedade rural em Rolândia – onde funcionava um pesque-pague de fachada – para fazer a adulteração dos veículos, todos nos modelos Corolla e Hilux.

Entre os presos, foram indentificados um fugitivo da Colônia Penal Agrícola que teria participado do assassinato do deputado Tiago Amorim, há alguns anos, em Cascavel (Oeste). O dono do sítio de Rolândia seria proprietário, também, de uma loja de auto-peças em Cambé. Outro preso, de Campinas (SP), seria especialista em fazer a adulteração dos carros. ”Ele inclusive vinha de avião para realizar as adulterações. É uma quadrilha extremamente organizada”, afirmou Barroso.

Segundo o delegado, os assaltantes compravam carros similares em leilões de veículos sinistrados e utilizavam a documentação para ”legalizar” os roubados, que eram enviados para Bolívia e Paraguai, além de continuarem em circulação no Brasil. Em dois meses, a mesma placa teria sido utilizada para enviar 64 veículos para a Bolívia.

A polícia investiga, ainda, se a quadrilha tem envolvimento com o tráfico de drogas, já que os entorpecentes poderiam ser usados como pagamento pelo produto dos roubos. Os membros seriam remanescentes de uma quadrilha de Campinas que teria roubado 200 Toyota Hilux no últimos anos.

O inquérito vai tramitar em Rolândia. Os acusados responderão por roubo, formação de quadrilha e adulteração do sinal identificador de veículos, entre outros delitos.

Fonte: Folha de Londrina

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.