As irmãs Suelen Priscila e Valdirene Bispo dos Santos estavam apreensiva no final da tarde de ontem por falta de notícias do pai, que está internado na UTI da Santa Casa de Cambé (Norte) devido a um grave problema de coração. A falta de estrutura da instituição preocupa as irmãs. Para elas, estaria havendo descaso por parte do hospital.

”A primeira vez que ele procurou atendimento estava com vômito, dor de estômago e falta de ar. Disseram que devia ser gastrite, receitaram alguns medicamentos e o liberaram. Como ele não melhorou, ainda procurou o hospital outras vezes. Mas somente foi atendido como deveria quando chegou na recepção quase morrendo com parada cardíaca. Agora ele corre risco de vida”, enfatizaram em tom de revolta.

A situação dos pacientes graves em Cambé ficou ainda pior ontem. A Santa Casa deixou de receber pacientes no setor de UTI por falta de repasse de verba do governo estadual. Neste ano, o hospital ainda não recebeu nenhum faturamento referente à UTI e o deficit gira em torno de R$ 320 mil. Segundo a superintendente da Santa Cas,a Izabel Aparecida da Silva, o pagamento dos fornecedores está atrasado e outros serviços prestados pela instituição estão prejudicados em razão de falta de verba. Ela informou que o hospital atualmente tem dez leitos de UTI, sete estão ocupados e um está em manutenção.

”Recebemos uma ligação de Curitiba informando que o repasse vai chegar amanhã (hoje). Esperamos que cumpram com a promessa. Caso contrário, a UTI vai parar”, garante Izabel. Com isso, todo o funcionamento do hospital será afetado. ”O fechamento da UTI altera a agenda de cirurgias e até o atendimento no pronto-socorro”, afirmou.

Sobre a situação enfrentada por Suelen e Valdirene, a superintendente disse que o fato do paciente ter procurado atendimento várias vezes e ter sido liberado aconteceu porque o médico do PS não considerou o caso grave. ”É comum o paciente buscar atendimento em uma situação e depois piorar”, alegou.

No que diz respeito ao repasse, a assessoria de imprensa da Secretaria de Estado da Saúde informou que os pagamentos de janeiro e fevereiro encontram-se na Secretaria da Fazenda para liberação. A fatura de março, no entanto, chegou esta semana e o pagamento será regularizado nos próximos dias.

Um representante da Secretaria da Fazenda garantiu que a Santa Casa ainda hoje vai receber o pagamento de quase R$ 184 mil referente aos dois primeiros meses do ano.

Fonte: Folha de Londrina

1 COMENTÁRIO

  1. A santa casa de cambe é uma vergonha, essa diretoria só vive de chantagem, ou repassa mais dinheiro o vai fechar, é sempre assim.
    O governo federal investiu milhoes e milhoes na santa casa e o cidadão cambense é humilhado nesse hospital, os equipamentos novos quem vem pelos sus, dinheiro do suado e alto impostos que nos pagamos, a santa casa usa pra equipa o particular. Se na associaçao de segurança que é repassado 500.000,00 reais por ano o Sr. Antonio de Alencar Desviou dinheiro pubrico imagina quantos que esse pilantra ja desviou da Santa Casa de Cambe.
    Fica uma Sugestao para o Ministerio Publico Pedir uma Auditoria de Todos Recursos Publico que foi repasado para Santa Casa de Cambe e como os municipes estao sendo beneficiado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.