A Polícia Federal (PF) prendeu nesta sexta-feira (25) um homem de 32 anos que armazenava diversos arquivos de pornografia infantil em computadores, tablets e telefones. O suspeito é natural de São Paulo, mora em Londrina há 16 anos e é tatuador. O nome dele não foi divulgado pela PF.

Para o compartilhamento dos arquivos contendo pornografia infantil, ele acessava um aplicativo de mensagens utilizando o codinome “Red.805”. As investigações tiveram início em 2017 e, após a identificação do endereço utilizado pelo homem, foi possível determinar sua identidade e efetuar a prisão em flagrante.

Além dos arquivos de pedofilia, também foi encontrada com ele uma pequena quantidade de maconha. Após ser interrogado pelos policiais, o homem permanecerá à disposição da justiça e responderá pelo crime de armazenamento de conteúdo pornográfico, cuja pena pode chegar a 4 anos de reclusão.

Com assessoria de imprensa/TarobáNews

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.