O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deferiu o pedido de alteração do limite de gastos da campanha presidencial da candidata Dilma Rousseff. O ministro Aldir Passarinho autorizou o aumento do limite de R$ 157 milhões para R$ 191 milhões. Desse total, R$ 176 milhões fazem parte do teto do Partido dos Trabalhadores (PT) e R$ 15 milhões do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB). O pedido foi feito por causa do segundo turno da eleição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.