A unidade de grãos, situada na Via Rural do Instituto Paranaense de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) é uma das atrações da Exposição Agropecuária e Industrial de Londrina 2012. O projeto, que tem parceria com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), realiza pesquisas voltadas ao trabalho no campo, abordando temas como a produção e a tecnologia.

Segundo o técnico do Emater, Reinaldo Neri, na unidade que está presente na Fazendinha, os produtores rurais aprendem como não desperdiçar grãos. “Trabalhamos juntamente com o Iapar, que é responsável pelo trabalho de manejo de solo, e com a Embrapa, que abrange a tecnologia de produção de soja e grãos”, explicou Neri.

“Esse trabalho foi iniciado na safra de 1.991 junto com a Embrapa e hoje Cambé é a cidade com o menor índice de desperdício de soja. A cada 15 safras, a cidade perde menos que meio saco do produto”, conta Alcides Bodnar, engenheiro agrônomo do Emater de Cambé.

Segundo o engenheiro, o Brasil perde duas sacas por hectares e a cidade do norte do Paraná, perde apenas uma saca por hectare. “Esse ano o Emater iniciou em todo o Paraná alguns levantamentos para verificar se essa perda continua pequena, mas o resultado vai sair apenas no final do ano”, acrescentou Bodnar.

De acordo com Bodnar, a diminuição do desperdício de soja pode afetar o bolso do consumidor, pois ele ficará no prejuízo se o produto for de baixa qualidade. “É importante que o agricultor produza com custos mais baixos, mas gerando um produto de boa qualidade, afirma ele.

 

Matéria Complenta em: http://www.bonde.com.br/?id_bonde=1-51–54-20120410

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.