Ao participar hoje (9) pela primeira vez de um balanço do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que irá deixar o governo com uma dívida: a de não ter conseguido reduzir o preço do gás de cozinha.

“Vou sair com uma dívida. Desde 2004 que queríamos reduzir o preço do gás de cozinha e o dado concreto é que vou sair do governo sem reduzir o preço. Espero que a Dilma [presidenta eleita, Dilma Rousseff] tenha mais força para fazer isso do que eu tive”, afirmou a discursar.

Após ter assistido ao balanço feito pela coordenadora-geral do PAC, Miriam Belchior, o presidente Lula afirmou que a evolução do programa mostra o resultado de um desafio imposto ao governo pelo próprio governo. “Esse é o resultado de um desafio que ninguém impôs a nós. É um desafio que nós mesmos nos fizemos”, afirmou.

Agência Brasil

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.