Sem festa: Indicadores da economia deixam o fim de ano sombrio; Luzes do Natal serão ofuscadas por onda de desconfiança que pode fazer o Brasil perder grau de investimento…

A economia em família: Transporte ruim em todas as classes; O transporte público precário e o trânsito tornam a viagem ao trabalho sofrida e roubam horas de sono. A difícil mobilidade, que atinge a todas as classes sociais, é tema da série sobre o dia a dia da economia pela ótica das famílias…

Adeus, consumo: BC quer incentivar a poupança; Após anos de estímulo ao consumo, o governo planeja agora incentivos à poupança, com o intuito de elevar a taxa de investimento do país, hoje em níveis baixos. Com a mira na nova classe média, o Banco Central prepara uma estratégia de educação financeira, que inclui o uso de tablets em áreas pobres, para que 50 milhões de brasileiros comecem a economizar…

 

O Globo

Manchete: Falta de Transparência – Lei de Acesso teve só um recurso atendido

De 260 pedidos analisados por comissão de ministros, 259 foram recusados Em 19 meses, única requisição de dados atendida havia sido recusada pela Fazenda Praticamente todos os pedidos de dados públicos feitos com base na Lei de Acesso à Informação e que alcançaram a última instância de recurso administrativo foram negados pelo governo federal. De acordo com a Controladoria Geral da União (CGU), 267 recursos questionando decisões de 59 órgãos já chegaram à comissão formada por dez ministros, sendo que 260 foram analisados, e só um, atendido. Até 11 de dezembro, foram registrados cerca de 139 mil pedidos de acesso a informação, dos quais 102 mil foram concedidos sem que houvesse necessidade de apresentação de recurso. (Págs. 1 e 3)

Mandela é sepultado em Qunu

Milhares de pessoas se reuniram ontem no pequeno vilarejo de Qunu, na África do Sul, onde cresceu Nelson Mandela, para o enterro do líder, dez dias depois de sua morte. O arcebispo Desmond Tutu, o pastor Jesse Jackson, a apresentadora de TV Oprah Winfrey e o príncipe Charles, entre tantos outros, prestaram sua última homenagem a Madiba. A cerimônia teve honras militares e rituais tribais do povo xhosa, incluindo sacrifícios de animais. Peles de leão, além da bandeira do país, cobriram o caixão em diferentes momentos. (Págs. 1 e 24)

Bachelet é eleita no Chile

Ex-presidente volta ao poder, com 62% dos votos, em eleição marcada pela abstenção. Desafio é fazer as ambiciosas reformas tributária, educacional e constitucional, prometidas na campanha. (Págs. 1 e 22)

Adeus, consumo: BC quer incentivar a poupança

Após anos de estímulo ao consumo, o governo planeja agora incentivos à poupança, com o intuito de elevar a taxa de investimento do país, hoje em níveis baixos. Com a mira na nova classe média, o Banco Central prepara uma estratégia de educação financeira, que inclui o uso de tablets em áreas pobres, para que 50 milhões de brasileiros comecem a economizar. (Págs. 1 e 19)

A economia em família: Transporte ruim em todas as classes

O transporte público precário e o trânsito tornam a viagem ao trabalho sofrida e roubam horas de sono. A difícil mobilidade, que atinge a todas as classes sociais, é tema da série sobre o dia a dia da economia pela ótica das famílias. (Págs. 1 e 17)

Eleições 2014: Estados separam Campos e Marina

A ex-senadora Marina Silva admitiu ontem que a Rede só vai se aliar com o PSB onde houver programa comum. Hoje, o PPS será o primeiro partido que formalizará apoio à candidatura de Eduardo Campos à Presidência. (Págs. 1 e 5)

Colunistas: Cleo Guimarães

Gente boa Governo gasta R$ 109,9 milhões em carros e motos para polícias Civil e Militar. (Págs. 1 e Segundo Caderno)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

Manchete: Eleita com folga, Bachelet quer reformas no Chile

Socialista obteve mais de 60% dos votos; entre as promessas estão ensino gratuito e reforma tributária A candidata socialista Michelle Bachelet foi eleita a nova presidente do Chile com ampla vantagem. Com 98,16% das umas apuradas até o início da noite de ontem, Bachelet tinha 62,2% dos votos contra 37,8% da candidata governista Evelyn Matthei. Bachelet, que governou o país de 2006 a 2010, planeja uma ampla agenda de reformas. Ela propõe instituir um sistema educacional gratuito e promover uma reforma tributária para bancar as mudanças no ensino. Bachelet também quer elevar o valor das aposentadorias e mudar o sistema eleitoral. Mas o baixo comparecimento de eleitores às urnas pode dificultar a aprovação da reforma constitucional, segundo analistas políticos. (Págs. 1 e Internacional A8) Artigo: Vera Vergara Pressões e desafios. (Págs. 1 e A8)

ICMS limita desconto da conta de luz

Os governos de São Paulo, Mato Grosso do Sul, Pernambuco e Rio Grande do Sul decidiram cobrar imposto sobre os subsídios dados pelo governo federal para baixar a conta de luz dos consumidores. Com a cobrança do ICMS, o desconto médio de 20% nas tarifas a que os consumidores têm direito será reduzido. (Págs. 1 Economia B6)

‘Enxugamento’ da gestão em SP não sai do papel

Anunciado no auge dos protestos de junho, o corte de despesas administrativas prometido pelo governador Geraldo Alckmin (PSDB) ainda não saiu do papel. Umas das promessas era a extinção da Secretaria de Desenvolvimento Metropolitano. O secretário virou subsecretário, mas continua recebendo o mesmo salário de R$ 16,5 mil e contando com 30 funcionários. (Págs. 1 e Política A4)

Edição de Esportes: Brasil tem os estádios mais caros

Um estudo da consultoria KPMG constatou que, dos 20 estádios mais caros do mundo, dez estão no Brasil. Para fazer o cálculo, a empresa levou em conta o gasto de construção e o número de assentos. O Mané Garrincha, em Brasília, aparece na terceira posição, com um custo de R$ 20 mil por lugar, atrás apenas de Wembley e Emirates Stadium, ambos em Londres. Em Manaus, a Justiça do Trabalho interditou as obras na Arena Amazônia, construída pela Andrade Gutierrez, depois da morte de dois operários no sábado. (Págs. 1 e D1 a D3)

SP será o primeiro Estado a emitir certidões digitais (Págs. 1 e Metrópole A13)

Confissão de Siemens ‘bate’ com lei que protege delator (Págs. 1 e Política A6)

José Roberto de Toledo

Governadores em perigo Dos 15 governadores aptos à reeleição, só três podem confiar que estão no rumo certo para voltar ao palácio depois de passarem pelas urnas. (Págs. 1 e Política A6)

Notas & Informações

Desprezo pelo consumidor Entre mais proteção nos automóveis e folga na inflação, governo escolheu a segunda hipótese. (Págs. 1 e A3)

————————————————————————————

Correio Braziliense

Manchete: Explosão na Asa Norte, uma tragédia anunciada

Achei que era o mundo que estava acabando”, reagiu André Silveira, que mora em cima do restaurante destruído pela explosão decorrente de um vazamento de GLP. Ele e o irmão Rafael foram feridos e levados ao Hospital de Base. A Defesa Civil interditou todo o prédio do Bloco C da 409 Norte. Resultado: os 30 moradores estão desalojados e os comerciantes contam os prejuízos. De acordo com o Corpo de Bombeiros, de janeiro a outubro, a corporação foi chamada 688 vezes em decorrência de problemas relacionados ao GLP. Para piorar, não há nenhuma fiscalização de instalações de gás em prédios comerciais e residências, o que deixa a população refém de possíveis tragédias. Desta vez, não houve morte. (Págs. 1, 19 e 20)

O símbolo da liberdade repousa em paz

Corpo do líder sul-africano Nelson Mandela é enterrado ao lado de seus ancestrais, na tribo de Qunu. Celebridades, chefes de Estado e religiosos estavam entre as 4,5 mil pessoas que deram o último adeus na cerimônia fúnebre a Madiba. (Págs. 1 e 14)

Um Natal nada agradável para a equipe econômica (Págs. 1 e 8)

Eleições 2014: Negociação difícil entre PSB e Rede

Marina Silva e Eduardo Campos estão unidos, mas nem tanto. Complicadas alianças regionais em grandes colégios eleitorais como São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro são o problema. (Págs. 1 e 4)

O socialismo volta ao poder em La Moneda

Com 62% dos votos, Michelle Bachelet retorna em 11 de março ao comando do governo chileno. Reformas na educação e no sistema tributário estão entre as metas da nova presidente. (Págs. 1 e 15)

————————————————————————————

Estado de Minas

Manchete: Prefeituras sem transparência

Apenas 51 cidades com mais de 100 mil habitantes cumprem Lei de Acesso à Informação Levantamento da Controladoria Geral da União (CGU) constata que nem um quinto dos 280 municípios brasileiros que têm mais de 100 mil moradores editaram decretos que definem normas para atendimento dos pedidos de informação. Em Minas Gerais, somente Belo Horizonte e Uberaba, no Triângulo, regulamentaram o procedimento. Sem regras estabelecidas, o cidadão não tem como cobrar dados, contrariando a lei federal sancionada há pouco mais de dois anos. Há locais onde nem mesmo um portal da transparência foi implantado. (Págs. 1 e 3)

Cadastro eletrônico será arma contra fraudes em licitações a partir do ano que vem (Págs. 1 e 4)

Sem festa: Indicadores da economia deixam o fim de ano sombrio

Luzes do Natal serão ofuscadas por onda de desconfiança que pode fazer o Brasil perder grau de investimento. (Págs. 1, 10 e Editorial, 8)

Bachelet volta à Presidência do Chile

Michele Bachelet é a primeira presidente a ser eleita pela segunda vez no país em mais de 60 anos. Ela ocupou o cargo de 2006 a 2010 e retorna vitoriosa como representante da coalizão oposicionista Nova Maioria ao vencer a governista Evelyn Matthei no segundo turno. (Págs. 1 e 15)

Direitos: Justiça distante dos menos favorecidos (Págs. 1 e 7)

Consumidor: Problemas com voos lideram reclamações (Págs. 1 e 13)

————————————————————————————

Zero Hora

Manchete: Cerco à embriaguez – Mais rigor na lei, mais prisões por bebida ao volante

Passado um ano da implantação de regras mais rígidas, o número de detenções de motoristas embriagados cresceu 29,6% no Estado. (Págs. 1, 4 e 5)

Presidenta do Chile: Bachelet é eleita com 60% dos votos

Socialista retorna ao Palácio La Moneda depois de quatro anos. (Págs. 1 e 24)

Retorno solene à aldeia natal

Após 10 dias de cerimônias, Nelson Mandela foi sepultado segundo a tradição da etnia xhosa. (Págs. 1 e 22)

————————————————————————————

Brasil Econômico

Manchete: “Quem dá o tom da política no país é o PMDB”

A forte declaração do vice-presidente da República e presidente do PMDB, Michel Temer, tem por base o fato de o partido reunir o maior número de prefeitos, vereadores, deputados estaduais e senadores. Na Câmara, só fica atrás do Partido dos Trabalhadores (PT). Com esse cacife, ele reforça a sua posição afirmando que “se o PMDB não dá apoio a um projeto, o projeto não sai”. Apesar da enorme estrutura, o partido repetirá a dobradinha Dilma-Temer na reeleição. Mas, em 2018, a parceria deve acabar. “Aí, sim, lançaremos um candidato próprio”. (Págs. 1 e 4 a 7)

Gás: Petrobras fará térmica na Amazônia

Quatorze anos após a descoberta do campo de Azulão, em Silves, no Amazonas, a estatal finalmente decidiu como utilizar as reservas. A energia vai fortalecer o sistema elétrico nacional. (Págs. 1 e 12)

Investimento: Compra de BDR dispara no Brasil

A negociação dos certificados lastreados em ações estrangeiras subiu 2.859% em três anos, graças à valorização dos títulos. Este ano os BDRs subiram 45%, contra queda de 14% do Ibovespa. (Págs. 1, 20 e 21)

Freio ABS e Airbag: O ministro Guido Mantega vai discutir data para obrigatoriedade do uso (Págs. 1 e 10)

Eleições: Pesquisa CNI/Ibope mostra melhora da avaliação do governo Dilma Rousseff (Págs. 1 e 8)

Informe NY: Bancários sobrevivem com ajuda do governo. E bancos continuam sem limites (Págs. 1 e 29)

Clipping Radiobrás

Edição: Equipe Fenatracoop

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.