A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889
A Podologia Cambé esta instalada no Centro Comercial Canadá Localizado na Rua Holanda, 263 esquina com a Av Canada, Sala 311 no centro de Cambé, telefone: (43) 3254-7433 e WhatsApp: (43) 9.9918-7889

Verba é destinada à aquisição de medicamentos para tratamento da doença, bem como prevenção de complicações

O recurso federal destinado ao SUS (Sistema Único de Saúde) para tratamento de hemofílicos no ano de 2019 é de R$ 1,3 bilhão, o que garantirá a compra de medicamentos para prevenir doenças hemorrágicas hereditárias, como as hemofilias A e B.

O anúncio realizado pelo Ministério da Saúde é um marco para o Dia Internacional da Hemofilia, no último dia 17.

Brasil conta com mais de 26 mil pacientes com diagnóstico de hemofilia

De acordo com o sistema do Hemovida Web Coagulopatias, que reúne informações dos centros de tratamentos de todo o país, em 2018 foram cadastrados 26,7 mil pacientes com a doença, conforme o portal do Ministério da Saúde.

Os dados apontam que, desse total, 7,84% são portadores de hemofilia B e 39,52% possuem diagnóstico de hemofilia A. Essa é uma doença genético-hereditária atingindo, em sua maioria, pessoas do sexo masculino.

Trata-se de uma deficiência de fatores de coagulação IX, hemofilia B, e VIII, hemofilia A, no sangue dos portadores, ou seja, c. A doença pode também ser classificada em três categorias, conforme fator deficitário: leve (acima de 5%), moderada (até 5%) e grave (abaixo de 1%).

Nos casos mais leves, pode passar despercebida até a fase adulta e seus efeitos clínicos compreendem episódios hemorrágicos, podendo evoluir para diversas complicações, incluindo nos membros e articulações.

Ministério da Saúde garante tratamento aos portadores da hemofilia

Como tratamento atual da hemofilia, ocorre a reposição do fator de coagulação deficiente, com medicamentos pró-coagulantes recombinantes. O Ministério da Saúde distribui os concentrados do fator VIII e IX aos centros de tratamento estaduais.

De acordo com Luiz Henrique Mandetta, ministro da Saúde, o MS garante o medicamento Fator VIII Recombinante para portadores de hemofilia A, este é o mais predominante no Brasil. Além disso, o Ministério da Saúde também oferece atendimento integral aos pacientes, bem como para seus familiares.

Tratamento e prevenção do SUS a hemofilia

O Sistema Único de Saúde disponibiliza de uma linha de cuidado aos pacientes com hemofilia, tanto para tratamento quanto para prevenir possíveis complicações. Os pacientes brasileiros acometidos pela doença são atendidos com base em protocolos específicos que visam tratar desde sob demanda ou episódico até os casos de hemofilia grave.

Em todas as regiões do Brasil, há uma rede de 32 hemocentros com sistema Hemovida. Nesses, há uma base nacional para cadastro de pacientes, informações sobre tratamentos, inserção de dados clínicos, entre outros dados.

Já os pacientes que possuem convênio médico podem contar com a cobertura para exame de detecção da hemofilia A e B, já que se trata de doenças genéticas, conforme ANS.

Por: Andreia Silveira, do site PlanodeSaude.net.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.