A inadimplência das empresas deve iniciar 2013 em queda, segundo a Serasa Experian, que divulgou hoje (16) o Indicador de Perspectiva da Inadimplência das Empresas. No caso do consumidor, o cenário é de normalização dos níveis de inadimplência após o ciclo de elevação verificado a partir do início de 2011.

O indicador das empresas, que permite antever os movimentos da inadimplência com seis meses de antecedência, apontou queda de 1,5% no mês de setembro de 2012 em relação ao mês anterior, ficando em 94,2.

De acordo com a Serasa, a sequência de recuos mensais do indicador e a sua permanência abaixo do nível 100 sinalizam o recuo da inadimplência no próximo ano.

Para a Serasa, a expectativa de menor inadimplência das empresas é resultado da perspectiva de manutenção da taxa básica de juros, a Selic, no atual mínimo histórico (7,25% ao ano) pelos próximos 12 meses, aproximadamente. Segundo a Serasa, a taxa mais baixa diminui o custo financeiro para as empresas.

Os economistas da Serasa avaliam ainda que a retomada mais firme da atividade econômica desde o terceiro trimestre de 2012 e a gradativa normalização da inadimplência dos consumidores favorecerão recuo mais expressivo da inadimplência.

Já o Indicador Serasa Experian de Perspectiva da Inadimplência do Consumidor recuou 0,8% em setembro de 2012, na comparação com agosto, atingindo o valor de 97,4.

Na avaliação da Serasa, a manutenção das taxas de desemprego em patamares historicamente baixos, a continuidade de ganhos salariais acima da inflação, o recuo das taxas de juros para o consumidor final e o maior rigor das instituições financeiras na concessão de crédito contribuirão para a melhora gradativa do cenário da inadimplência do consumidor, não apenas durante o último trimestre de 2012, mas também ao longo do primeiro trimestre de 2013, ao menos.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.