Depois de serem informados pela promotora Adriana Lino que foi instaurado um Procedimento Preparatório na Justiça local, que deve apurar possíveis irregularidades na Associação de Proteção à Maternidade e Infância de Cambé (APMI), a Câmara autorizou o repasse de R$ 1 milhão e 800 mil, solicitado pela Prefeitura àquela entidade para suprir despesas deste ano com salários de funcionários e dívidas com fornecedores.

A preocupação dos vereadores, agora, é com relação à aprovação da subvenção para o ano de 2014, que ainda nem sequer foi enviada pelo prefeito João Pavinato para análise do poder Legislativo. Além disso, existe um agravante: o presidente garante que somente colocará a matéria em discussão e votação após a prestação de contas da entidade à Câmara, conforme está determinando a Justiça.

Fonte: Jornal Nossa Cidade

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.