A Vigilância Ambiental da Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Cambé realizará em maio mais duas etapas do mutirão de combate ao mosquito transmissor da dengue, com ações em todos os bairros do município. Normalmente realizadas aos sábados, durante o dia todo, as ações de coleta de materiais que acumulam água dependem ainda de definição de datas.
O mais recente Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (Lira’a) realizado em Cambé apresentou o resultado de 2,1. Segundo o chefe da Vigilância Ambiental, o biólogo Maurício Gomes da Rocha Neto,o aumento do índice de infestação ETA relacionado aos fatores climáticos, principalmente devido ao calor excessivo e ocorrência de chuvas no período em que o levantamento foi feito. O índice preconizado pelo Ministério da Saúde é de 1,1. Em Londrina, o Lira’a realizado no mesmo período também apresentou elevação, atingindo 2,8, devido aos fatores climáticos.
Maurício Gomes informa ainda que o principal vetor de infestação foram os materiais recicláveis que acumulam água.
Órgãos desmembrados para otimizar ações
Anteriormente, uma única pasta respondia pelas questões sanitárias e ambientais na Secretaria Municipal de Saúde de Cambé. Para otimizar as ações, o órgão criou pastas distintas, a Vigilância Sanitária e a Vigilância Ambiental, tendo na primeira a chefia de Carla Chinaglia e na segunda a chefia de Maurício Gomes da Rocha Neto.
Carla, que já respondia pela chefia, absorveu as ações relacionadas a serviços e produtos de responsabilidade da Vigilância Sanitária. Maurício, licenciado em ciências e biologia e com bacharelado em educação ambiental, passou a responder por ações ambientais, absorvendo inclusive pessoa da antiga Sucan/Funasa, controle da qualidade da água e do solo e zoonoses.

Portal Cambé, site de informações e serviços de Cambé – PR.

Responda

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.